O AGRONEGÓCIO MAIS PERTO DE VOCÊ

Investimento certo, lucro garantido!

Hoje, para alcançarmos a máxima rentabilidade, se faz necessário a implantação de tecnologias. E para nossa sorte, elas estão à disposição de todos os produtores, dos pequenos aos grandes. Mas, primeiro, é preciso desmistificar o conceito que desembolso diminui o lucro. Pois, na maioria das vezes, o oposto é que se confirma.
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Investimento certo, lucro garantido. Quem nunca ouviu isso? Pois é, na pecuária, a conversa não é diferente. Baixo investimento nem sempre é sinônimo de lucratividade. Na prática, poucas vezes isso se confirma, mas o oposto também não é garantia de sucesso. O negócio é investir correto. Assertividade é a palavra da vez. 

Já foi o tempo do bom lucro vindo do extrativismo. Hoje, para alcançarmos a máxima rentabilidade, se faz necessário a implantação de tecnologias. E para nossa sorte, elas estão à disposição de todos os produtores, dos pequenos aos grandes. Mas, primeiro, é preciso desmistificar o conceito que desembolso diminui o lucro. Pois, na maioria das vezes, o oposto é que se confirma. 

Para alcançarmos a máxima produtividade dentro de cada porteira, precisamos, primeiramente, entender a realidade de cada uma e o tripé básico da produção: Genética, Nutrição e Sanidade. Pois, se este não estiver ajustado, equilibrado e “rodando redondo” dentro das possibilidades de cada porteira, a lucratividade máxima esperada da propriedade não virá. 

Não existe milagre neste caso. Para um bom resultado, é preciso uma avaliação técnica de qualidade e investimentos adequados para tirarmos o melhor que o animal e a terra têm a nos oferecer. 

Parece simples visualizar tais necessidades e atendê-las de acordo, mas, enxergar e aplicar a tecnologia de forma correta é para poucos. Não basta conhecimento, é preciso uma visão global do negócio e atenção aos detalhes que fazem a diferença. Bom senso e senso de urgência fazem toda a diferença nesta hora e são privilégios de poucos. 

Afinal, a questão não é, simplesmente, investir, mas investir corretamente. É preciso saber onde, como e quando agir para que a “engrenagem” gire com segurança e em alta velocidade. 

Pensando na base (genética, nutrição e sanidade), é preciso investir no melhor que couber dentro da realidade de cada propriedade e tirar, dali, o máximo que ela puder nos dar. Precisão. Trabalho de “cirurgião” e não existe receita para isso. Cada propriedade tem sua história, seu perfil, sua necessidade e é neste contexto que o investimento certo trará o lucro garantido. Mas para saber e definir onde, como, quando e o que esperar dos investimentos é preciso informação. Ou melhor, informações. É preciso “medir”. 

Sem informação, não teremos nem a direção a seguir 

Quanto mais dados e informações sobre o sistema de produção, melhor e mais preciso será o investimento para alcance da máxima lucratividade. E, não necessariamente, estamos falando em investimento que gere despesas, sejam elas grandes ou pequenas. O investimento, às vezes, pode ser uma simples mudança de hábito, de manejo, de objetivo. Mas, de qualquer forma, precisamos conhecer a propriedade, o rebanho, a produção e a expectativa do produtor. Só assim o investimento será direcionado corretamente e o retorno esperado será garantido.  

Bem vindos à pecuária de precisão! Simples e ao alcance de todos.

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil