Criar é preciso, viver não é preciso!

Na narrativa de hoje, nosso colaborador Luiz Alberto Patriota, fala sobre a alegria de ver o fruto do seu trabalho como criador de Mangalarga sendo prestigiado e se perpetuando na raça
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Criar é preciso, viver não é preciso!
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Parafraseando o poema de Fernando Pessoa que diz: “Navegar é preciso; viver não é preciso. Quero para mim o espírito desta frase, transformada a forma para a casar como eu sou: Viver não é necessário; o que é necessário é criar. Não conto gozar a minha vida; nem em gozá-la penso. Só quero torná-la grande, ainda que para isso tenha de ser o meu corpo e a (minha alma) a lenha desse fogo. ” 

Afinal, de que vale a vida ou a sua criação se não for essa a sua motivação? Foi o que me ocorreu por esses dias… 

Há algumas semanas tive mais uma daquelas alegrias que só um criador sabe como é, um garanhão, um dos melhores que já fiz, apareceu à venda em uma liquidação de plantel. Pensei comigo mesmo que o destino dele estaria fadado a ser o de tantos outros garanhões da raça que se perdem na mão de usuários, tropas de serviço, ou criadores de outras raças, encartados clandestinamente, mas eis que para minha alegria um ótimo criador da raça Mangalarga o prestigiou e incorporou o Tordilho em seu plantel. Não ganhei um tostão, não tive nenhuma relação comercial com a transação, mas alegria de ver o fruto do meu trabalho sendo prestigiado e se perpetuando na raça foi imensa.  

O mundo dos cavalos é cercado de pessoas financeiramente bem-sucedidas, dinheiro, luxo, etc, mas todo esse materialismo não sustenta uma verdade que motiva os verdadeiros criadores de cavalos, tornar a vida GRANDE, como diz o poeta. 

Alguém aqui imagina que o homem foi a lua ou se lançou ao espaço em busca de algum minério ou apenas para lançar satélites de comunicação? Não. O homem foi ao espaço em busca de realizar grandes coisas.  

São os grandes propósitos que movem a humanidade, e com os cavalos, não é diferente! 

Por Luiz Alberto Patriota
Crédito da foto: Divulgação

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Leia também