Você conhece seus funcionários (colaboradores)?

Comece agora a conhecer quem está do seu lado no dia a dia da lida na fazenda. Não é difícil, basta acreditar que vai fazer uma grande diferença daqui pra frente
Share on whatsapp
Compartilhe no WhatsApp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram
Você conhece seus funcionários (colaboradores)

Olá, último mês do ano chegou, e como passa não? Muitos a pleno vapor, plantando, término de campanha de vacinação, preparação de lotes para o período das águas, confinamentos em fase de terminação, outros até iniciando, correção de lotação dos pastos, final de adubação, pastejo rotacionado em andamento, ajustes na estação de monta, fechamento de ciclo pecuário pra muitas propriedades, ajuste no fluxo de caixa, planejamento de 2022 em fase adiantada, enfim, muitos outros serviços que fazem parte do dia a dia de uma fazenda e a vontade de tirar umas férias. 

E quem faz e ajuda nas tarefas são os seus funcionários, aqueles que estão no dia a dia da lida, do esforço concentrado pra que tudo ocorra dentro do que foi traçado, dentro das metas, do planejado; os que residem na fazenda, com suas famílias, ou sozinhos, ou vem todos os dias, enfim, é a força de trabalho que confia que entrega seu patrimônio no bom sentido. Pra poder viajar tranquilo. 

Pergunto você conhece cada um deles? Esse artigo escrevo num período onde normalmente pensamos nas pessoas, na família, em quem precisa, mês de confraternizações, que aflora a amizade o carinho a fraternidade. Porque não acrescentar ao plano de 2022 ou comece agora a conhecer quem está do seu lado. Não é difícil vai por mim. Basta acreditar que vai fazer uma grande diferença daqui pra frente.  

Sente com cada um deles isoladamente, um dia qualquer que tenha oportunidade, pergunte sobre sua vida, sua família, seus filhos, suas dores, seus sentimentos. Quais seus pensamentos pra futuro, o que ele espera do trabalho que faz o que ele espera de você. O que ele quer pra própria família. O que ele quer pra fazenda em que trabalha. 

Conheça por dentro onde eles residem; se passam frio, se passam calor, se se alimentam bem, se escovam dentes, se necessitam de cuidados médicos, enfim são inúmeras as necessidades que todos nós temos e que um mínimo de qualidade de vida que muitas vezes não temos ideia do que precisam pode ser muito menos do que acreditávamos que seria necessário. Às vezes não precisam muito pra ser felizes. Muitas vezes o pouco é extraordinariamente suficiente pra eles e nunca encontraram alguém pra ouvi-los de um jeito diferente. Porque não você ser esse ouvinte? 

Ouço que quando treinamos pessoas, melhoras em funções que requerem mais qualificação, dentre outras o funcionário quer ganhar mais e pede a conta. Isso é mais comum do que se imagina. Por isso então não dar a oportunidade de que tenham melhor qualificação por medo de irem embora? Pense diferente, explore as qualidades individuais que podem estar adormecidas em cada um deles. Junte a isso o que descrevi mais acima, e verá que muita coisa mudará pra melhor. Pense nisso, experimente. Fica a dica. Feliz Natal e próspero Ano Novo….. 

Por Luiz Roberto Zillo

Leia outras colunas no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

Roberto Zillo propõe em sua coluna que os pecuaristas façam uma retrospectiva geral de sua produção até aqui, a fim de obter resultados mais satisfatórias na atividade
O colunista do portal MAB Luiz Roberto Zillo ensina o passo a passo de como fazer o planejamento da atividade pecuária a fim de tornar o negócio ainda mais rentável
O colunista Beto Zillo levanta uma questão interessante para se discutir, ou seja, o que se tem no país de alternativas como fontes de nutrientes muito viáveis à substituição ou mesmo complementação de insumos tradicionais
É preciso avaliação, pois cada propriedade tem sua característica, sua topografia, sua localização, seu tipo de solo.