O AGRONEGÓCIO MAIS PERTO DE VOCÊ

Nutrição do Garanhão

Fornecer uma dieta adequada e controlar regularmente o peso desses animais é um meio de mantê-los sempre em forma para uma eficiência reprodutiva máxima
Chasin The Money (desaparecido em fev/21) – Foto: Fabio Cabrera
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

O manejo nutricional do garanhão é fundamental. Garanhões são frequentemente os cavalos mais difíceis de manter em forma ideal; alguns perdem bastante peso durante a estação de monta, enquanto outros se tornam obesos. Fornecer uma dieta adequada e controlar regularmente o peso desses animais é um meio de mantê-los sempre em forma para uma eficiência reprodutiva máxima.

No caso dos garanhões, a fase mais importante do ano é a temporada de monta. Independente do número de éguas que um garanhão deve cobrir por temporada, sua nutrição adequada é fundamental.

Do ponto de vista nutricional, o ato da cobertura em si pode ser superficialmente descrito como um exercício. De acordo com o NRC (National Research Council*) de Equinos, o gasto energético de um garanhão ativo é equivalente ao de um cavalo realizando trabalho leve. Essa intensidade pode aumentar quando um garanhão cobre mais de uma égua por dia. Vários haras de grande porte têm garanhões que recebem éguas de outros criatórios e que muitas vezes precisam cobrir duas a três éguas por dia durante a temporada de monta. Os garanhões variam quanto ao exercício espontâneo; alguns são naturalmente mais sedentários enquanto outros são bastante ativos enquanto estão soltos no piquete ou alojados em suas baias. Durante a temporada, alguns garanhões de temperamento mais nervoso podem gastar calorias andando ao longo da cerca do piquete ou em círculos na baia.

Cobrir éguas pode não ser o único exercício realizado pelos garanhões. Alguns continuam a ser montados ou condicionados fisicamente ao mesmo tempo em que realizam suas funções reprodutivas. Nesses casos, os requerimentos de energia se tornam ainda mais altos. O garanhão em reprodução requer, acima de tudo, uma dieta balanceada. Antes de mais nada, eles devem receber uma forragem de alta qualidade, consumindo aproximadamente 1,5 a 2% de seu peso vivo em matéria seca por dia. Um garanhão de 550 kg deve, portanto, receber entre 8,25 e 11 kg de matéria seca (Veja Box) em forragem por dia. A quantidade mínima de feno oferecida deve ser de 1% do peso vivo por dia em matéria seca. Dependendo da época do ano, um pasto de boa qualidade pode ser suficiente para atender às necessidades em forragem do garanhão.

Durante a temporada, a adição de alimentos ricos em energia, geralmente na forma de rações ou grãos energéticos, pode ser necessária para atingir os requerimentos calóricos da carga extra de exercício. Deve-se evitar o fornecimento de mais que 0,75% do peso vivo do garanhão em ração por dia, e cada refeição não deve ultrapassar 2,5 kg. Se o garanhão recebe ração, a quantidade de feno pode ser ligeiramente menor que a citada anteriormente. Rações enriquecidas contêm vitaminas e minerais necessários à nutrição adequada dos garanhões. Como com todos os cavalos, os garanhões devem ter acesso a sal comum à vontade.

Vitaminas X Aumento de Fertilidade X Desempenho Reprodutivo

Se o garanhão consome uma dieta balanceada, a adição de outras vitaminas e minerais não aumenta a fertilidade. Apesar de muitas informações terem sido reunidas ao longo dos anos, não existe evidência científica suficiente para afirmar que a suplementação com Vitamina C, Vitamina E ou Zinco aumente a fertilidade e o desempenho reprodutivo dos garanhões. Com a aproximação da temporada de monta, os garanhões devem apresentar condição corporal moderada ou levemente acima de moderada, o que significa que as costelas devem ser palpáveis, mas não visíveis, e que pode haver um pequeno depósito de gordura na base da cauda, sobre a cernelha e atrás da espádua. Uma vez que o peso ideal for alcançado, todos os esforços devem ser concentrados na manutenção dessa condição corporal. Uma boa forma de fazer isso é monitorar o peso dos garanhões periodicamente. Um garanhão muito magro pode não ter reservas energéticas suficientes para suportar uma temporada de monta intensa.

Garanhões perdem peso quando gastam mais calorias que consomem. Para auxiliar no ganho de peso, forneça acesso livre a forragens de boa qualidade (na forma de pasto e/ou feno) e suplemente com ração na quantidade recomendada pelo fabricante. Se um garanhão não consegue ganhar peso numa dieta tradicional, um suplemento energético rico em gordura, como farelo de arroz estabilizado ou óleo vegetal, podem ser adicionados à dieta. Devido à alta densidade energética desses suplementos, os garanhões passam a receber bem mais calorias do que é possível fornecer com quantidades seguras de ração. Outro benefício das dietas suplementadas com lipídeos (gordura) é uma pelagem brilhante e macia, o que melhora a aparência do garanhão.

Outra razão bastante comum para a perda de peso dos garanhões é o apetite reduzido. A ansiedade relacionada às coberturas pode fazer com que alguns garanhões não consumam toda sua dieta. Se esse for o caso, procure alimentos de palatabilidade mais alta. A adição de melaço à ração parece ajudar bastante no apelo atrativo do alimento. Se for necessário, evite fornecer suplementos em pó junto com a ração, o que pode reduzir ainda mais a atratividade da mesma.

Fora da estação de monta, os garanhões podem ser mantidos numa dieta apenas de forragem de boa qualidade e um concentrado balanceador, principalmente se o garanhão tiver facilidade para manter seu estado corporal. Sempre que fornecer ração, ela deve ser oferecida em quantidades suficientes apenas para manter o peso ideal, evitando ao máximo o fornecimento de quantidades exageradas que possam gerar obesidade.