Expedicionários

Homens que resolveram não “ficar em casa”!
Share on whatsapp
Compartilhe no WhatsApp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram

Desde 2016, tive a honra de juntar-me a um seleto e exclusivo grupo de cavaleiros no Centro Oeste do Brasil, bandeirantes modernos, os Expedicionários!

Na contramão de toda lógica de segurança, conforto e comodismos do tempo que vivemos, ousamos todos os anos desde então, partir sertão a dentro unicamente com nossos cavalos, mantimentos, e espírito tropeiro, para reviver o que viveram os sertanistas do século 18, os desbravadores do nosso interior.

Talvez muitos não saibam, mas a verdadeira integração e ocupação de nosso país, começou e efetivamente se propagou, no lombo de cavalos e mulas. Durante os anos 1700, rotas de distribuição de minério e charque se consolidavam desde o Nordeste, passando por Minas Gerais, Goiás e Rio de Janeiro. Dentre elas a Estrada do Ouro ficou famosa, assim como inúmeros de seus desvios e acessos pelo interior do país, e justamente em um desses desvios que passa próximo a capital federal, ligando-a com a histórica cidade de Pirenópolis-GO, é que se descortina o palco usual de nossa aventura, a Expedição Dos Pirineus!

São 3 dias, mais de 100km desbravando trilhas e estradas de chão, comendo na beira de rio, dormindo em redes e barracas em pousos de fazendas antigas, sentindo na pele um pouco do que viveram homens que não sabiam o que eram limitações, medo ou comodismos, homens que construíram o Brasil apesar de todas as expectativas e dificuldades.

São momentos que valem uma vida inteira nos trazendo inspiração, que se faz mais do que necessária e presente, como nunca, nos dias de hoje!

Em tempos de crise e confinamento como os que vivemos não posso deixar de lembrar de muitos que estão nas linhas de frente, fora de suas casas, longe de seus familiares, desbravando campos, ruas e hospitais para garantir segurança, comida e conforto de  todos. São agricultores, profissionais autônomos, pecuaristas, policiais, médicos e tantos outros corajosos profissionais. A esses e a todos os expedicionários modernos deixo aqui essa singela lembrança e homenagem.

Relacionadas

Veja também

Antes mesmo da idade do Bronze, os cavalos eram usados em guerra e atualmente, no Brasil, seguem sendo usados pelas forças de segurança e pelo Exército Brasileiro. Mas de onde vem esses animais para atenderem todos esses usos e toda essa demanda?
Em sua coluna no portal MAB, Luiz Alberto Patriota fala sobre o trabalho de seleção e melhoramento genético dos criadores de cavalo, que está longe de ser uma ciência exata, relembrando, inclusive, uma citação do criador da raça Mangalarga, Fausto Simões
A malha de liberdade, respeito mútuo e tradições, sob uma reta e justa jurisdição, que mantém uma manada funcionando, deveriam servir de exemplos para uma boa vida em sociedade.
O colunista do portal MAB, Luiz Alberto Patriota fala sobre a origem da Marcha no Brasil e da predileção por esse tipo de andamento