2022 será ano de mudanças no CAF

Cadastro da Agricultura Familiar (CAF) será implantado até junho de 2022. Vale a pena e chega a ser um dever conferir as mudanças.
Share on whatsapp
Compartilhe no WhatsApp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram
2022 será ano de mudanças no CAF
Cadastro da Agricultura Familiar (CAF) será implantado até junho de 2022.
Áudio

O Governo Federal, por meio do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA), instituiu o cadastro e identificação da agricultora familiar do Brasil. A mudança foi estabelecida pelo Decreto nº 9.064/2017.

Prevista inicialmente para acontecer já em janeiro de 2022, a mudança agora será realizada de forma gradativa até o dia 30 de junho e trará a substituição da DAP (Declaração de Aptidão ao Pronaf) pelo CAF (Cadastro Nacional da Agricultura Familiar).

Como a transição entre os sistemas acontece de forma gradativa, o agricultor que tiver DAP poderá utilizá-la até a data do vencimento e, caso tenha vencimento até o final de junho de 2022, poderá solicitar a renovação por mais dois anos. Novas DAPs poderão ser solicitadas até 30 junho.

As empresas e instituições de assistência técnica e extensão rural oficiais serão os primeiros órgãos a operar o novo sistema. Segundo o diretor técnico André Rocha, o Emater Piauí já obteve aprovação do pedido de credenciamento para operar o novo sistema e passará para as próximas etapas, que são a capacitação e credenciamento dos emissores (extensionistas) para operar o novo sistema.

O sistema DAP e o sistema CAF irão funcionar ao mesmo tempo até o final de junho de 2022 e o novo cadastro deverá ser feito de forma gratuita.

“O Ministério da Agricultura irá iniciar um piloto no Emater do Distrito Federal e depois vai ampliando para outras regiões até chegar o dia 30 de junho de 2022, para passar a migrar tudo para o sistema CAF. De agora até junho vão funcionar os dois sistemas concomitante”, explica o diretor.

Após a implementação do sistema, o agricultor familiar poderá realizar o CAF tanto por meio do Emater Piauí, quanto por outras instituições que tiverem o credenciamento aprovado junto ao Mapa. Uma das principais mudanças é a abrangência do novo cadastro, que deverá abarcar as informações de toda a unidade familiar agricultora.

Para o cadastro no novo sistema deverão ser apresentados os mesmos documentos da DAP, porém com acréscimo da documentação de todos os integrantes da unidade familiar de acordo com o decreto.

Fonte: Emater-PI/Rodrigo Antunes

Crédito: Divulgação MAPA

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

Com a procura internacional crescente, o clima favorável para a produtividade, a qualidade dos produtos e os novos mercados crescem as vendas externas da fruticultura brasileira
Um novo levantamento divulgado pela Emater-MG mostra que milho, feijão e hortaliças foram as culturas mais afetadas pelo excesso de chuvas. As perdas são grandes
Embrapa lança edital para viveiristas interessados em produzir mudas e sementes de amendoim forrageiro. Trata-se de uma oportunidade dos agricultores diversificarem produtos
Desempenho no ano passado representa uma evolução de 10,3% em receita cambial, na comparação com 2020. Já no montante de quedas houve queda importante e esperada