‘Roda de Conversa’ debate o uso e seleção via Genômica

Até o próximo dia 22, durante a Expogenética 2021, pecuaristas e lideranças do agronegócio estarão discutindo os mais diversos temas ligados ao melhoramento genético.

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram
‘Roda de Conversa’ debate o uso e seleção via Genômica
O presidente da ABCZ, Rivaldo Machado Borges Júnior, destacou números que demonstram o crescimento do PMGZ – Foto: Divulgação ABCZ
Áudio

Nesta última terça-feira (17), no quadro ‘Roda de Conversa’, grandes criadores relataram suas experiências com a implantação da Genômica no melhoramento dos rebanhos. Participaram da programação os pecuaristas Flávio Aranha, da Fazenda Bela Alvorada; Beatriz Biagi, da Beabisa; e Flávio Cotrim, da NM Boticão.

Flávio Aranha realiza a avaliação genômica em 100% dos bezerros nascidos na propriedade, desde 2019. Segundo o criador, o mercado tem reconhecido a ferramenta como um diferencial na seleção dos animais. “As acurácias sobem então, a genômica é uma ferramenta indispensável para o selecionador. As centrais de inseminação artificial sequer contratam touros que não possuam avaliação genômica, ressalta.

Apesar de utilizar a tecnologia a pouco tempo na propriedade, Beatriz reconhece a genômica como uma ferramenta extremamente importante para o processo de seleção. “Antes de colocar em prática na fazenda, eu já utilizava touros de outros criatórios avaliados genomicamente. O processo genético da genômica é fantástico porque realmente nos dá a previsão das características que nós buscamos é sem dúvida o caminho a ser seguido no campo do melhoramento genético dos rebanhos.

Flávio Cotrim afirma que por meio dos processos de avaliação genética, a ABCZ tem incentivado toda a cadeia produtiva e ressalta a importância da democratização da tecnologia no setor. “É nítido como a ABCZ trabalhou nesses mais de 100 anos na evolução da pecuária brasileira. Mas, ao longo dos anos é preciso que consigamos o barateamento dos testes genômicos para aumentarmos ainda mais a confiabilidade e com isso produzir touros que possam render mais qualidade de carne, em maior quantidade para o consumidor final, trazendo lucro para todo o mercado, como já vem trazendo” conclui o pecuarista.

‘Roda de Conversa debate o uso e selecao via Genomica 1
A Genômica veio aumentar em muito a credibilidade das informações obtidas nos programas de melhoramento animal. Foto – Divulgação ABCZ

2º Encontro Nacional de Criadores do PMGZ reúne participantes de todo o país

Seguindo a programação técnica da ExpoGenética 2021, aconteceu também no dia 17 de agosto, o ‘2º Encontro Nacional de Criadores do PMGZ’, que reuniu, virtualmente, mais de 100 participantes para um debate sobre as estratégias e o futuro do programa. O presidente da ABCZ, Rivaldo Machado Borges Júnior, destacou em sua apresentação inicial, alguns números que demonstram o crescimento do PMGZ desde o início de sua gestão, em 2020.

“Em um ano e meio de gestão, estamos com 595 novos associados participando do programa, 68 mil fêmeas entraram para o programa e, no PMGZ Comercial, tivemos crescimento de 51 mil fêmeas. Isso demonstra que nossos associados estão enxergando a importância do programa, a importância de levar o PMGZ da porteira para dentro. Seguimos trabalhando fortemente para que possamos levar as tecnologias desse programa a todos os associados da ABCZ”.

Após a abertura no estúdio da ABCZ TV, o encontro seguiu para uma plataforma de acesso restrito aos participantes do PMGZ. Além do presidente da ABCZ, Rivaldo Machado Borges Júnior, participaram do encontro o vice-presidente, Fabiano Mendonça, a diretora de relações internacionais, Ana Cláudia Mendes Souza e o diretor técnico, Gabriel Garcia Cid, além do superintendente técnico da entidade, Luiz Antônio Josahkian, o superintendente adjunto de melhoramento genético, Henrique Torres Ventura, o gerente de fomento dos programas de melhoramento genético, Ricardo Abreu, a gerente do PMGZ Leite Max, Mariana Alencar.

Fonte: ABCZ/Por Melissa Paroneto e Élcio Fonseca
Foto: Divulgação ABCZ

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

Muito além das competições, a criação de equídeos movimenta a economia do país, gerando empregos e estimulando setores como turismo, moda, alimentação e lazer.
Jack Thunder Corona NAC, de propriedade de Nelson Antunes Correa, ainda ganhou um trailer por ter obtido a melhor média da prova, que foi aberta a todas as raças
Agora, além de várias premiações nacionais, a iguaria dos produtores Marcus e Cecília Pinheiro, de Salvaterra, no Marajó/PA, soma duas medalhas conquistadas no Mondial du Fromage et des Produits Laitiers, que é realizado em Tours, na França
Este foi o quarto leilão realizado pelo Grupo Fiore neste ano, novamente com sucesso de vendas e médias expressivas