Ouro branco beneficia a saúde

Entre tantas,mais uma pesquisa comprova que ingerir mais "ouro branco", a gordura láctea, oferece menor risco de doenças cardíacas.
Share on whatsapp
Compartilhe no WhatsApp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram
Ouro branco, a gordura monoinsaturada fortalece o sistema cardiovascular, os ossos e tem propriedades anticancerígenas.
A gordura monoinsaturada fortalece o sistema cardiovascular, os ossos e tem propriedades anticancerígenas.

Pesquisa realizada pelo The George Institute for Global Health, da Austrália, é mais uma comprovação científica de que o “ouro branco”, a gordura do leite, presente no leite in natura, manteiga, queijo, iogurte e demais derivados lácteos oferece menos risco de ocorrência de doenças cardiovasculares nas pessoas.

O estudo compara dados de 17 pesquisas anteriores sobre o tema realizadas nos Estados Unidos, Dinamarca e Reino Unido. As conclusões são semelhantes: riscos menores de doenças cardíacas para quem tinha altos níveis de ácido graxo. Além disso, os levantamentos científicos mostram que o consumo de gordura láctea não aumenta o risco de morte por outras causas.

“Nosso estudo não sugere nenhum perigo à gordura láctea em si”, disse Matti Marklund, pesquisador sênior do The George Institute. “Descobrimos que aqueles com os níveis mais altos realmente tinham o menor risco de doenças cardiovasculares”, complementa.

Kathy Trieu, principal autora do estudo e também pesquisadora do The George Institute, disse que o consumo de alguns laticínios, especialmente produtos fermentados, já havia sido associado a benefícios para o coração. “Nosso estudo sugere que reduzir a gordura láctea ou evitar completamente os laticínios pode não ser a melhor escolha para a saúde do coração”.

O jornal “O Globo” publicou reportagem sobre a pesquisa, o que sempre é importante já que leva essa mensagem positiva da gordura do leite para a população em geral. O Canal do Leite também divulgou o estudo.

“Os efeitos da gordura monoinsaturada hoje já são sacramentados. Além de fortalecer o sistema cardiovascular, fortalece os ossos e tem propriedades anticancerígenas, por exemplo. Nos ossos, ela permite melhor absorção de vitamina D. Contra tumores, pode participar do processo de células da doença”, escreveu a jornalista Evelin Azevedo, de “O Globo”.

Fonte: Abraleite

Créditos da Foto: Reprodução

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

Canchim, a raça sintética proveniente do Charolês (francês) e do Nelore (brasileiro) integra banco de dados do Promebo.
Já no parto, o coto umbilical precisa cicatrizar de forma correta para evitar problemas futuros aos animais e prejuízos ao pecuarista.
Em tempos onde o preço da produção do leite sobe menos que os custos, nutrição de qualidade e assistência técnica ajudam a manter alta produtividade
A Sociedade Rural Brasileira fez um alerta ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) sobre a necessidade de ações urgentes para barrar a Peste Suína Africana.