Liderança de Alto Impacto- O Agro precisa avançar- Parte 1

“No mundo dos negócios, o espelho retrovisor é sempre mais claro que o para-brisa”- Warren Buffett
Share on whatsapp
Compartilhe no WhatsApp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram

Neste texto não irei falar sobre a covid-19, impactos atuais e a soma das crises na saúde/economia/social/política no Agronegócio, pois já temos informações em excesso e esses pontos já estão em cristalinos no nosso retrovisor, parafraseando Buffett.

Vamos refletir aqui o que o Agro vai precisar para lidar com o que vem pela frente. Porém, o para-brisa está completamente nebuloso. A incerteza sempre esteve à frente, e haja incertezas nessa gigantesca fábrica a céu aberto chamado Agronegócio. Como será o clima no plantio e na colheita? Será um ano desafiador em relação a pragas? Como o dólar vai afetar o mercado de insumos? Compro agora o que preciso ou mais próximo de quando for utilizar? E o preço dos nossos produtos, vender futuro ou armazenar? Entre tantas outras interrogações do nosso negócio.

Os dados de ocorrências do passado sempre nos deram algum conforto estatístico quando era necessário pensar sobre o futuro, sobre todas essas questões. O fato é que agora, numa situação mundial inédita, não há base de comparação e, portanto, não há modelo estatístico para desenhar o caminho partindo de hoje até um futuro de curto ou médio prazo.

O que o campo sempre nos ensinou é que sempre que choveu, parou. E vai parar, vai passar. Precisamos estar prontos e aproveitar para preparar o solo dos nossos negócios agora!

É verdade que já vivíamos, antes da pandemia, em um ambiente VUCA (volátil, incerto, complexo e ambíguo), ou como ouvi de um grande amigo certa vez, estávamos subindo uma escada rolante que desce. Essa metáfora já nos mostrava que quem fica parado ou se move muito lentamente, está descendo, indo para trás, perdendo espaço. Imagine então na situação atual.

A única certeza, apesar da neblina à frente do para-brisa, é que precisamos avançar, afinal o agro não para! Será preciso visão estratégica, muita energia, união, clareza, transparência, comprometimento, metodologia, mediação, resiliência e celebração. Resumindo todo esse pacote de competências necessárias para avançar no Agro, o que vamos precisar é de Liderança! Precisamos de um semeador de ideias, que plante o que temos de melhor, cultive nossas equipes e clientes e nos traga os resultados de uma grande safra! Um Líder!

Para aplicar uma linguagem de gestão empresarial, cruzar a ponte entre teoria e prática, resolvi aplicar a ferramenta 5W2H para definir liderança.

1.  What/O que?

É uma habilidade de extrema importância, relacionada ao interesse genuíno por pessoas, que garante equipes unidas, focadas e motivadas na busca dos objetivos traçados. Gente é Agro!

2. Why/Por que?

Se o seu business é B2B (empresas que vendem para empresas) ou B2C (empresas que vedem para clientes diretamente), o motivo de investir em liderança é o mesmo, pois todos os negócios são na verdade transações P2P (pessoas que vendem para pessoas) e, por esse motivo, é preciso liderança para conduzi-las aos resultados desejados.

3. Who/Quem?

O líder no agro deve ser alguém que tenha 4 virtudes: vulnerabilidade (está em construção), ignorância (está sempre aprendendo), solidariedade (serve o time) e pontífice (constrói pontes entre pessoas).

É muito mais do que apenas um bom CV. É um motor de transformação.

4. Where/Onde?

A liderança não é um cargo e sim uma atitude. Pode estar presente em todos os locais onde se busca resultados superiores, sustentáveis e duradouros. Não é apenas do líder para uma equipe, porque também lideramos lateralmente (nossos pares), para cima (nossos líderes), fora de nossa empresa (nossos fornecedores e clientes) e para a sociedade onde estamos inseridos.

 5. When/Quando?

Somente quando possuir pessoas envolvidas nos negócios Agro e estiver buscando resultados consistentes e superiores, ou seja, sempre!

6. How/Como?

Tem que ser focada em alto impacto, ou seja, resultados concretos. As ações podem até ser subjetivas, mas trarão resultados concretos. Liderança não é popularidade, é resultado!

7. How  much/ Quanto?

Quanto custa não ter uma liderança multidimensional? Nos mercados que se desenham à frente, a demanda será de líderes técnicos, que tenham interesses genuínos por pessoas e amplitude de visão sobre a sociedade e meio ambiente.

Não será uma questão de quanto custa investir em liderança e sim de estar ou não no mercado!

Definidos Liderança e também, como consequência, Líderes e sua necessária correlação direta com resultados das empresas e negócios, fica faltando apresentar o que chamo de Alto Impacto. Farei isso no próximo artigo.

Até a próxima e VQV! Gente é Agro!

Relacionadas

Veja também

Me ensinaram, ainda no colégio, que aprender sobre fatos históricos é importante para estudar o passado, compreender o presente e tentar prever alguns cenários futuros
Nesta coluna, Denis Arroyo nos brinda com uma viagem às suas lembranças da infância e traz à tona, através das lentes do produtor agro, as origens do amor pela lavoura – paixão que move o agronegócio – assim como a sua mais do que justa valorização
Nesta coluna de Denis Arroyo, ele discorre sobre o líder em construção – foco em si -, citando: “O homem semeia um pensamento e colhe uma ação. Semeia uma ação e colhe um hábito. Semeia um hábito e colhe caráter. Semeia caráter e colhe o destino” – Swami Sivananda
Você que está sempre correndo, acelerando olhando o futuro de maneira ansiosa, nunca parou para fazer uma releitura e entendimento de como se formou a pessoa ou o profissional que é atualmente?