O AGRONEGÓCIO MAIS PERTO DE VOCÊ

Cuidados no armazenamento de insumos para ração balanceada e preparada na fazenda

Armazenar insumos para arraçoamento em uma fazenda não é uma tarefa tão simples, requer certas regras de controle de qualidade
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Armazenar insumos para arraçoamento em uma fazenda não é uma tarefa tão simples. Requer certas regras de controle de qualidade, como controle de umidade, de pragas (insetos e roedores), espaços de armazenamento e vários outros cuidados. Vou destacar neste artigo apenas produtos (grãos) e co-produtos da agroindústria, pois existe uma gama de insumos para o mesmo fim, que poderei comentar em outras oportunidades.

Quando falamos em ração batida na fazenda, pressupõe-se que os alimentos que fazem parte da mistura (dieta) têm características e particularidades que devem ser levadas em consideração antes de armazená-las e ou utilizá-las. Eles podem vir a granel, em bags, ensacadas e fardos. Não importa a forma e sim como armazená-los em boas condições. Um dos itens de maior preocupação na qualidade e que requer maior atenção é o controle da umidade onde darei maior ênfase. A partir do descontrole pode vir junto o aumento e proliferação de pragas, insetos, fungos, microtoxinas, que podem causar distúrbios e doenças graves nos animais podendo ocasionar até a morte dos mesmos, apodrecimento e perda de produtos e até incêndios por combustão espontânea trazendo prejuízos incalculáveis.

Quando se adquire insumos diretamente de produtores, cooperativas, e ou de agroindústrias, existe um mínimo e um máximo de umidade permitida por órgãos controladores e pela própria indústria. Esses índices podem ser facilmente conferidos com pequenos aparelhos de medição específicos e com observação visual na propriedade, quando chegam, ou no local de aquisição, podendo ser cobradas as análises de garantia de qualidade de quem os fornece e respeitando os prazos de validade em alguns casos.

Na grande maioria dos produtos utilizados para misturas de ração nas fazendas a umidade ideal não deveultrapassar 12 a 13 %. Temos de estar sempre atentos também as diferentes épocas do ano onde a umidade relativa do ar aumenta juntamente com a elevação da temperatura, como, por exemplo, no período das águas que, consequentemente, pode prejudicar a qualidade da ração. Até mesmo a neblina das manhãs pode favorecer o aumento da umidade dos insumos que estão expostos fora de embalagens, por exemplo. Outro detalhe que às vezes pode passar despercebido em armazéns são as goteiras que infiltram nas pilhas e começam a prejudicar a qualidade e consequentemente a perda dos produtos como mencionei mais atrás.

Existem outras formas de armazenamento como silos, silo bags, em cima de pallets, cobertos com lona, encostadas em paredes, diretamente no chão e todas elas necessitam de inspeção contínua para verificar anormalidades, infiltrações e ocorrência de pragas externas.

Todos esses cuidados devem ser rotina de qualquer propriedade que se propõe a fazer uso da suplementação e com treinamento constante do pessoal envolvido, bem como a conscientização do gestor e proprietário para minimizar ocorrências indesejáveis. Fica a dica.