Clima frio reduz oferta de alfaces e eleva preços em São Paulo

Ocorrência de geadas causou perdas severas nas lavouras paulistas de Ibiúna e Mogi das Cruzes, o que ocasionou redução expressiva na oferta e impulsionou os preços

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram
Clima frio reduz oferta de alfaces e eleva preços em São Paulo
Foto – Divulgação
Áudio

A primeira quinzena de julho foi marcada por queda no volume de alfaces, tanto devido à menor área plantada quanto ao clima frio, que atrasou o desenvolvimento da folhosa, ocasionando janelas na disponibilidade do produto.

Além disso, na segunda metade do mês, a ocorrência de geadas causou perdas severas nas lavouras paulistas de Ibiúna e Mogi das Cruzes. Assim, houve redução expressiva na oferta de alfaces, o que impulsionou os preços. Já a liquidez seguiu limitada, impedindo maiores valorizações, visto que as baixas temperaturas também reduziram o consumo.

De acordo com o indicador do Cepea, em julho, o preço médio da variedade crespa subiu 9,8% em Mogi das Cruzes frente ao de junho, fechando o mês com média de R$ 0,71/unidade. Para a variedade americana, que foi a mais prejudicada pelo atraso no ciclo, a valorização mensal foi de 8,5% na mesma região, para R$ 1,23/unidade em julho.

Em Ibiúna, houve significativo aumento de 44,8% no valor da crespa, que registrou média de R$ 0,53/unidade em julho; para a americana, a média fechou a R$ 1,09/unidade, 29,2% maior, na mesma comparação.

Fonte: Cepea/Hortifruti
Foto: Divulgação

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

O tomate é uma das hortaliças mais difíceis de produzir no sistema orgânico, por isso foi o tema de uma capacitação sobre cultivo sustentável de hortaliças realizada pela Epagri em Curitibanos.
A equipe Hortifruti é parte do Cepea, da Esalq, unidade da Universidade de São Paulo (USP), em Piracicaba.
A formação de gelo devido à onda de frio afetou áreas produtivas de cerca de 24 mil produtores em 257 municípios.
Os preços dos ovos comerciais se estabilizaram nos últimos dias, após subirem consecutivamente na primeira semana de agosto, conforme indicam dados do Cepea