Clima frio contribui para menor demanda da manga

Os preços de comercialização da fruta reduziram em até 23% em relação à semana passada

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram
Clima frio contribui para menor demanda da manga
Foto – Divulgação
Áudio

As cotações da manga nos últimos dias mostram preços retraídos, que voltam a ficar abaixo dos custos. E, em boa parte do país, as baixas temperaturas limitaram a procura.

A menor procura pela fruta se deu especialmente pelas baixas temperaturas que atingiram as regiões Sul e Sudeste, principais consumidoras do País. Outro fator que pode ser apontado é que, tradicionalmente, no final do mês, a demanda por produtos hortifrutícolas diminui, contribuindo com a queda dos preços.

Comercialização de manga

No Vale do São Francisco (PE e BA), o valor médio (26 a 30/07) para a variedade palmer foi de R$ 0,80/kg, um  decréscimo de 20% em relação à semana passada.

Para a tommy, os preços de comercialização também reduziram: o valor médio para a variedade foi de R$ 0,88/kg, decréscimo de 23% em relação à semana passada.

Além dos fatores já abordados, a intensificação do ritmo de colheita aumentou a oferta no semiárido nordestino, dificultando a valorização da variedade. Com a nova baixa, os preços de ambas as variedades voltaram a ficar abaixo dos custos de produção.

Fonte: HFBrasil/Cepea
Foto: Divulgação

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

O tomate é uma das hortaliças mais difíceis de produzir no sistema orgânico, por isso foi o tema de uma capacitação sobre cultivo sustentável de hortaliças realizada pela Epagri em Curitibanos.
A equipe Hortifruti é parte do Cepea, da Esalq, unidade da Universidade de São Paulo (USP), em Piracicaba.
A formação de gelo devido à onda de frio afetou áreas produtivas de cerca de 24 mil produtores em 257 municípios.
Os preços dos ovos comerciais se estabilizaram nos últimos dias, após subirem consecutivamente na primeira semana de agosto, conforme indicam dados do Cepea