Abramilho apresenta demandas na Câmara Setorial do Milho

Entidade colocou em pauta preocupações sobre abastecimento de insumos, estoques reguladores e novas cultivares.
Share on whatsapp
Compartilhe no WhatsApp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram
Abramilho apresenta demandas na Câmara Setorial do Milho
Abramilho apresenta demandas do setor produtivo em reunião da Câmara Setorial do Milho.
Áudio

Na mais recente reunião da Câmara Setorial do Milho do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), a Abramilho colocou em pauta demandas do setor produtivo sobre abastecimento de insumos, estoques reguladores e novas cultivares.

Primeiramente, a entidade manifestou preocupação com o quadro de fornecimento de fertilizantes, em particular potássio e nitrogênio. “Pedimos ao Mapa que reforce o acompanhamento da comercialização e do volume armazenado destes insumos, a fim de que possam estar disponíveis ao produtor. Caso contrário, a expectativa de produção será comprometida”, ressalta o diretor-executivo da Abramilho, Glauber Silveira, que representou a entidade na reunião.

Outra proposta sugerida pela entidade foi a de que governo possa fortalecer os estoques reguladores de milho, sobretudo em regiões, com elevado consumo do grão, como, por exemplo, os estados especializados na produção de proteína animal. “Ações neste sentido podem dar maior previsibilidade tanto aos produtores quanto a pecuaristas e agroindústrias de carnes”, explica Silveira.

Ademais, a Abramilho solicitou especial atenção da Embrapa para pesquisa e desenvolvimento de novos híbridos de milho, que possam ser resistentes ao estresse hídrico e a pragas, como a da cigarrinha, que castigou de maneira intensa as lavouras do grão nesta temporada 2020/21.

Aliança Internacional do Milho passa a integrar Coalizão Global para Agricultura Sustentável

Presidida pelo diretor da Abramilho, Paulo Bertolini, a Aliança Internacional do Milho (Maizall) – www.maizall.org – passou a integrar a Coalizão Global para Agricultura Sustentável. O grupo, que surgiu como parte da Cúpula de Sistemas Alimentares da ONU deste ano, foi criado pelos Estados Unidos sob o guarda-chuva do Departamento de Agricultura (USDA).

A Coalizão tem como principal propósito acelerar a transição mundial para sistemas alimentares mais sustentáveis ​​por meio do crescimento da produtividade agrícola, impulsionado pelo avanço tecnológico.

Fonte: Abramilho

Crédito: Claudio Neves/Porto do Paraná

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

Estratégia que garante perenidade está presente nos principais países produtores. Trata-se de subvenção e mecanismo de gestão de riscos que o Brasil não pode prescindir
A produção brasileira de milho em 2021/22 deverá atingir 115,640 milhões de toneladas, segundo a nova estimativa divulgada hoje por SAFRAS & Mercado
Lei define o acesso de pequenos criadores de animais ao milho comercializado pela Conab e o Programa de Venda em Balcão (ProVB).
Entidade colocou em pauta preocupações sobre abastecimento de insumos, estoques reguladores e novas cultivares.