TO incentiva a criação de ovinos e caprinos

Órgãos públicos analisam suporte necessário ao desenvolvimento da cadeia produtiva da ovionocaprinocultura
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Animais da raça Santa Inês (foto cedida: ARCO)
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Áudio

Representantes da Seagro, Embrapa, IFTO e o presidente da Câmara Setorial de Ovinos e Caprinos no Tocantins se reuniram numa videoconferência para webinar assuntos relacionados à busca de possibilidades na criação de ovinos e caprinos no estado tocantinense.

Com o tema “Ovinocaprinocultura, tendência e desafios”, o secretário da Agricultura, Pecuária e Aquicultura (Seagro), Jaime Café, enfatizou a cadeia produtiva da ovinocaprinocultura como uma alternativa rentável. “Portanto, é preciso suporte para fortalecer essa atividade, criar políticas públicas de incentivo como agentes financeiros, na busca de linhas de créditos direcionadas a essa atividade no Tocantins”, apontou.

O médico veterinário e pesquisador da Embrapa, Olivardo Facó, ministrou a palestra “Tendências e desafios da ovinocaprinocultura”, apresentando resultados de pesquisa favorável à criação de animais, explicando as principais tendências no cenário atual para alcançar êxito neste segmento produtivo. O pesquisador pontuou: “A organização em associação ou cooperativa, assistência técnica especializada, conhecimento e acesso do mercado, escolha da forma de criação (carne ou leite), tudo isso, é mecanismo de reforço à cadeia produtiva na criação de ovinos e caprinos.”

Já na palestra, “Manejo e Nutrição de Caprinos e Ovinos”, o zootecnista e professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFTO), Clauber Rosanova, reforçou a importância de o produtor inserir a criação de ovinos e caprinos como mais uma alternativa econômica na sua propriedade. “Inicialmente direcionar o foco no tipo de produção, saber qual mercado a ser conquistado, escoamento  e escala de produção e quais os caminhos dessa cadeia produtiva, visando uma atividade rentável e sustentável no Tocantins”, citou.

Por último, o presidente da Câmara Setorial de Ovinos e Caprinos no Tocantins, Pedro Pires, disse que está à frente da instituição justamente para ouvir as reivindicações e demandas dos produtores e, posteriormente, buscar ações de políticas públicas nas entidades afins para impulsionar a cadeia produtiva no Estado. “A Câmara Setorial é parceria nessa busca de incentivo à criação de animais e, atualmente, o Tocantins já possui animais de qualidade em genética. O mercado tem muito espaço, o que necessitamos é reforçar ainda mais essa atividade no Estado”, destacou.

Fonte: Apoio Rural Pecuária

Relacionadas

Leia também