Reprodutores sem cobrança de ICMS

ABCZ consegue reversão do recolhimento ICMS para touros POs junto ao governo do Estado de Minas Gerais.
Share on whatsapp
Compartilhe no WhatsApp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram
Reprodutores sem cobrança de ICMS
Reunião com a ABCZ – Foto: Divulgação ABCZ/Kelle Oliveira
Áudio

Na manhã de 23 de setembro, na casa do Governo de São Paulo, aconteceu um momento histórico para a pecuária, referente o ICMS. Representantes do setor produtivo e empresas de genética bovina se reuniram no palácio Bandeirantes, na capital, para discutirem os impactos a cobrança do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) na operação de venda de bovinos com registro genealógico e material genético dentro do estado. O encontro, conduzido pelo vice-governador, Rodrigo Garcia, terminou com o anúncio que todos esperavam: o fim da cobrança do ICMS.

“Em reunião com a ABCZ, ficou definido que o estado de São Paulo volta os incentivos tributários para o setor, premiando a boa genética e premiando a pecuária de qualidade. No dia de hoje, o governo Dória anuncia os incentivos tributários para o ano de 2022, mantendo a produção da genética animal competitiva”, afirma Garcia. “Nós estamos aqui fazendo mais um marco na história de São Paulo, fazendo com que dessa forma, o estado, mais uma vez, faça sua parte e atraia, não só melhoramento genético, mas também faça com que o nosso rebanho, cada vez mais, possa representar o que o Brasil representa, que é o celeiro do mundo”, completa Itamar Borges, secretário de Agricultura e Abastecimento do estado.

ICMS

A isenção passa a valer em 1º de janeiro de 2022, mas, o apenas o anúncio já foi suficiente para comemoração de pecuaristas que acompanharam a reunião e que, desde o início do ano – quando a cobrança começou a valer – reivindicavam a queda do imposto. “Quando o calo apertou e fomos tirar a nota fiscal da nossa venda de touros para fora do estado, a primeira coisa de que consegui me lembrar foi ligar para o presidente da ABCZ. Nosso presidente foi rápido e conseguiu, em tempo recorde, a reversão”, conta o criador e associado da ABCZ, Carlos Viacava.

Muito mais que uma redução na carga tributária, o anúncio representa uma grande vitória do setor, impulsionada, principalmente, pela articulação de lideranças políticas, empresas e entidades representativas, como a ABCZ, que nos últimos meses trabalhou incansavelmente junto ao governo de SP para defender os interesses dos pecuaristas.

“Ao longo dos meses, estamos fazendo um trabalho junto ao deputado federal, Arnaldo Jardim, ao secretário de Agricultura, Itamar Borges, ao governo do estado, hoje representando pelo vice-governador, Rodrigo Garcia, e junto ao governador, João Dória; de voltar a isenção do anima PO, o animal melhorador”, explica o presidente da Associação, Rivaldo Machado Borges Júnior. “Um dia memorável, inesquecível apara a história da pecuária de São Paulo. Vamos continuar trabalhando, com força total no campo”, comemora.

Fonte: ABCZ/Kelle Oliveira
Foto: Divulgação ABCZ/Kelle Oliveira

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

No ano passado, a carne bovina brasileira foi enviada aos Estados Unidos pela média de US$ 7,26/kg, o que representa um avanço de 1,8% frente ao anotado em 2020 (US$ 7,14/kg)
Reunindo um pequeno grupo de convidados e autoridades a Associação Brasileira de Criadores de Ovinos (ARCO) celebrou seus 80 anos, dia 18 último, em sua sede (Bagé, RS)
A Associação Catarinense de Avicultura (ACAV) anunciou a data do 13º Simpósio de Incubação, Matrizes de Corte e Nutrição, que está programado para o período de 6 a 8 de junho