Mais recursos para a produção agrícola na Cotribá

Iniciativa quer tornar a atividade agrícola mais rentável, viabilizando os investimentos necessários para a permanência no campo e promoção da sucessão rural.
Share on whatsapp
Compartilhe no WhatsApp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram
Mais recursos para a produção agrícola na Cotribá
Objetivo da liberação de crédito é fixar o homem no campo e garantir a sucessão familiar.
Áudio

A Cotribá está apoiando o acesso dos seus associados ao crédito agrícola. O aporte de recursos para o financiamento da lavoura por meio dos Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA) complementa todos os demais serviços já realizados pela Cooperativa, como a assistência técnica, o fornecimento de insumos agrícolas e a infraestrutura de recebimento e comercialização da safra colocada à disposição dos produtores em mais de 20 municípios gaúchos.

A Cotribá tem contribuído cada vez mais com os seus associados, conhecendo as dificuldades enfrentadas pelos produtores em períodos de frustração de safra, além das altas taxas de financiamento e o aumento dos preços dos insumos.

A Cooperativa buscou no mercado de capitais uma alternativa para o custeio agrícola, através do CRA. A partir de um amplo trabalho de sua equipe financeira, a Cotribá foi a cooperativa pioneira na emissão do primeiro CRA de forma 100% digital, no final de 2020.

Após o sucesso das duas primeiras operações financeiras, que já beneficiaram 247 produtores com R$ 118 milhões em recursos, a Cotribá participou como investidora na terceira emissão do CRA aos associados da Cooperativa, o que contribuiu para a redução da taxa de juros do CRA, que ficou na média em CDI + 0,74% a.a. aos produtores.

Esta operação financeira, liquidada no dia 12 de novembro, foi a terceira emissão de CRA aos associados da Cotribá, com o apoio da Cooperativa. A operação se destaca pelo valor superior às duas primeiras emissões (R$ 97,5 milhões) e pela garantia de 80% da operação pelo BNDES.

E, principalmente, pelo aporte de recursos da Cotribá como investidora, o que possibilitou a redução da taxa de juros. O Banco Bradesco BBI foi o responsável pela coordenação e distribuição dos CRAs. Já a operacionalização técnica foi mais uma vez feita pela parceria com a Ecoagro Securitizadora, na plataforma100% digital da empresa Agromatic.

“A Cotribá tem demonstrado grande compromisso com o desenvolvimento de seus associados, oferecendo alternativas ao financiamento bancário. Sabemos dos desafios do acesso ao crédito e por isso buscamos no CRA uma alternativa aos produtores para o custeio da lavoura e a realização de suas atividades”, salienta o vice-presidente da Cotribá, Enio Nascimento.

“O sucesso desta operação contou com a participação das unidades da Cotribá em um trabalho coletivo, com muita dedicação de toda a equipe para informar os produtores, e com toda nossa organização para realizar uma negociação sólida e com as melhores condições aos nossos associados”, destaca a gerente administrativa e financeira Ana Marlize Schreiner.

“Com todo o trabalho desenvolvido para a emissão do CRA, temos reforçado o compromisso de fortalecer o agronegócio, apoiar o desenvolvimento das atividades dos nossos associados e das comunidades onde atuamos. Onde tem agricultura forte, tem-se emprego e renda”, reforça o presidente Celso Leomar Krug.

Os recursos da terceira operação de emissão do CRA da Cotribá vão apoiar 125 produtores associados da Cooperativa na aquisição de produtos e insumos agropecuários para a safra 2021/2022.

Fonte: Comunicação da Cotribá

Crédito: Divulgação Cotribá

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

O cooperativismo tem bons motivos para comemorar quando o assunto é o avanço de sua agenda institucional no Congresso Nacional.
Trata-se da última extensão de terra do município, às margens do rio Taiassuy, já no limite com o Arquipélago do Marajó, com vista para o estado do Amapá.
Em 21 de janeiro de 2022, serão condecorados animais e pessoas que contribuíram para o desenvolvimento do Quarto de Milha no Brasil.
Cadastro da Agricultura Familiar (CAF) será implantado até junho de 2022. Vale a pena e chega a ser um dever conferir as mudanças.