Produção de citros na Andaluzia cresce 7%

Os dados foram divulgados pelo Ministério da Agricultura da Junta de Andaluzia
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Produção de citros na Andaluzia cresce 7%
Foto – Divulgação
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Áudio

A produção total de citros da safra 2020-2021 na Andaluzia, na Espanha, foi de 52,3 milhões de caixas de 40,8 kg, um resultado 7% maior que o verificado na safra anterior. Esse desempenho se deve, principalmente, ao aumento verificado tanto na laranja doce como no limão, altas de 8,6% e 6,9%, respectivamente. O volume de tangerinas também teve um pequeno aumento de 0,5%. Os dados foram divulgados pelo Ministério da Agricultura da Junta de Andaluzia.

A região produziu mais de 41,6 milhões de caixas de laranja na campanha 2020-2021, concentrando mais de 70% do total de citros produzidos no local. A tangerina respondeu por 21% da produção cítrica com 11,4 milhões de caixas, enquanto o limão representou 5% com 2,9 milhões de caixas.

A produção de toranjas, laranjas amargas e outras frutas cítricas foi de 941 mil caixas.

Mercado de citros no Brasil

Já por aqui, no Brasil, segundo pesquisadores do Cepea, o mercado de cítricos esteve aquecido no começo da semana passada no estado de São Paulo, mas se enfraqueceu do meio para o final do período.

De acordo com os pesquisadores, o clima mais frio, atrelado à falta de qualidade das laranjas disponíveis no mercado in natura, limita a comercialização. Porém, como a oferta de frutas miúdas continua elevada, as laranjas de melhor qualidade são vendidas a preços mais remuneradores, elevando a média da variedade. Assim, na parcial da semana (de segunda a quinta-feira), a laranja pera foi vendida a R$ 33,56/caixa de 40,8 kg, na árvore, alta de 2,6% em relação ao período anterior.

Quanto às exportações de suco de laranja em equivalente concentrado, assim como esperado por agentes de mercado consultados, encerraram a temporada 2020/21 com queda de 7% em relação à anterior (2019/20). Entre julho de 2020 e junho de 2021, os embarques para todos os destinos somaram 1,03 milhão de toneladas, segundo a Secex.

O relato é que o menor desempenho na temporada foi influenciado especialmente pela baixa oferta de laranja no cinturão citrícola brasileiro (São Paulo e Triângulo Mineiro). 

Fonte: Citrus BR, Cepea
Foto: Divulgação

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Leia também