O AGRONEGÓCIO MAIS PERTO DE VOCÊ

Paraguai incentiva venda da carne de búfalo em açougues e mercados

O país vem incentivando as criações voltadas à pecuária bubalina e também a produção de derivados do leite de búfala.
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Áudio

Mercados e açougues do Paraguai estão com balcões e gôndolas repletas de carne de búfalo. Isso porque o país tem incentivado os produtores do setor a disponibilizarem essa opção de proteína vermelha, obtida dos bubalinos. Um dos fatores que motivam ainda mais os criadores é a longevidade dos animais, que têm uma vida produtiva até os 25 anos. O grande fato é que esse tipo criação tem uma produtividade maior ao longo da vida, em relação aos bovinos.

A Associação Paraguaia de Criadores de Búfalos, a Apacribu, conta hoje com 150 produtores de búfalos registrados no país, e a maioria deles está distribuída nas regiões de Bajo Chaco, Ñeembucú, Paraguarí e San Pedro.

A ciência a favor da carne de búfalo

Um estudo publicado pela Universidade da Costa Rica apontou estatísticas quanto ao consumo, mostrando que a proteína de búfalo é muito mais saudável do que a  encontrada na carne bovina. Isso se justifica por conta no menor índice de calorias e gorduras. Além do mais, a carne de búfalo é muito mais rica em minerais como o ferro.

Os cortes oferecidos nos estabelecimentos

Os consumidores estão escolhendo os cortes premium: alcatra, lombo, tapa. E eles não param somente na carne de búfalo, já que os derivados do leite e os embutidos quando cada vez mais espeço no mercado. Os produtores já estão em ação também nestes segmentos, desenvolvendo produtos como queijo de búfala, hambúrgueres, manteiga, linguiças e muito mais.

Fonte: Apacribu – Associação Paraguaia de Criadores de Búfalos