Liga Nacional do Cavalo de Conformação

Prova da LINCC será nos dias 15 e 16 de maio no Centro Hípico de Tatuí
Share on whatsapp
Compartilhe no WhatsApp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram
Foto Stanlay Miranda/LINCC
Áudio

Nos dias 15 e 16 de maio, a LINCC – Liga Nacional do Cavalo de Conformação – vai realizar a segunda etapa do evento que apresenta julgamentos de Conformação. O local escolhido pelos organizadores, Chico Simas, presidente da LINCC, e Luciano Beretta, responsável pela parte técnica da prova, é a Hípica Centaurus, no Centro Hípico de Tatuí – SP.  

De acordo com Luciano Beretta, a hípica tem uma ótima estrutura. “É bem adequada para as apresentações dos animais, com pista coberta e excelente localização de fácil acesso aos expositores”. Beretta lembra que a organização está seguindo todos os protocolos que garantem a segurança necessária, como o número limitado de pessoas e animais, distanciamento e medidas sanitárias.  

O principal objetivo da LINCC é fomentar a Conformação, que vem apresentando um relativo crescimento, mas muito positivo nestes dois últimos anos. E para movimentar esse mercado foi criada uma parceria na qual é realizado um leilão e em seguida as provas de Conformação. Na próxima segunda-feira (03/05) acontece o Leilão LUB Conformação, com animais das raças Quarto de Milha, Appaloosa e Paint Horse. E, muitos dos animais adquiridos já podem disputar as provas daqui a 15 dias.

Para Chico Simas, um eterno entusiasta da modalidade de Conformação, “estamos num momento muito bom para a modalidade, tanto com melhores ofertas de animais para os leilões, como para a adesão, cada vez maior, de jovens que ingressam nesse universo”.

Veja a programação:

leilao linnc conformacao
Liga Nacional do Cavalo de Conformação

Fonte: Organização LINNC

Por Equipe Agrovenki

Relacionadas

Veja também

Canchim, a raça sintética proveniente do Charolês (francês) e do Nelore (brasileiro) integra banco de dados do Promebo.
Já no parto, o coto umbilical precisa cicatrizar de forma correta para evitar problemas futuros aos animais e prejuízos ao pecuarista.
Em tempos onde o preço da produção do leite sobe menos que os custos, nutrição de qualidade e assistência técnica ajudam a manter alta produtividade
Entre tantas,mais uma pesquisa comprova que ingerir mais “ouro branco”, a gordura láctea, oferece menor risco de doenças cardíacas.