Lançamento do Instituto Agroambiental do Araguaia

O IAA foi lançado no dia 29 de abril em debate virtual e contou com a presença do ex-ministro e indicado ao Prêmio Nobel da Paz, Alysson Paolinelli, do escritor Jorge Caldeira e do pecuarista Caio Penido
Share on whatsapp
Compartilhe no WhatsApp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram
Instituto Agroambiental do Araguaia
Áudio

É um movimento de pecuaristas do médio Vale do Araguaia Mato-grossense, que incentiva a adoção de práticas de pecuária sustentável na região. Instituto Agroambiental do Araguaia, novo braço da Liga do Araguaia, foi lançado no dia 29 de abril em debate virtual com a presença do ex-ministro e indicado ao Prêmio Nobel da Paz, Alysson Paolinelli, o escritor Jorge Caldeira e o pecuarista Caio Penido. 

Dentre as empresas apoiadoras da ação, a Elanco Saúde Animal, afirma que o Instituto Agroambiental Araguaia tem muita sinergia com a sua missão e valores. 

 “Nossos objetivos, assim como os do Instituto e dos nossos clientes, perseguem a produtividade sustentável no campo, respeitando o meio ambiente e considerando também o potencial econômico do produtor. Para isso investimos em tecnologias capazes de aumentar a produtividade da fazenda e, ao mesmo tempo, reduzir a pegada hídrica e emissões de gases nocivos ao meio ambiente. Acreditamos que um planeta mais limpo e sustentável passa necessariamente por animais e pessoas mais saudáveis”, diz Danielle Modena, Gerente Sênior de Assuntos Corporativos da Elanco Brasil.  

De acordo com José Carlos Pedreira de Freitas, Coordenador Executivo do Instituto, o maior objetivo da iniciativa é agregar à dimensão do agro brasileiro a sua dimensão ambiental, no exercício diário do entendimento de que ambos estão totalmente conectados, trocando benefícios entre si, criando valor e vantagens competitivas. 

Já pela perspectiva de José Luiz Tejon, em sua coluna Cabeça de Líder a qual reproduzimos aqui no Portal MAB, “Instituto Agroambiental do Araguaia é o presente do futuro”.  E ele diz: Como Alysson Paolinelli acentuou, sermos uma potência agroambiental está para nós agora no presente, como os jovens de 50 anos atrás criando a primeira agricultura tropical tecnificada do planeta. 

No último dia 29, com a participação de Jorge Caldeira, escritor de uma obra prima chamada ‘Brasil, paraíso restaurável’, e de Alysson Paolinelli, ex-ministro e candidato ao Nobel da Paz, assistimos a criação do Instituto Agroambiental do Araguaia. 

O movimento foi iniciado anos atrás na criação da Liga do Araguaia, no Vale do Araguaia no Mato Grosso, onde sob a liderança de Caio Penido do Grupo Roncador e mais cerca de 60 fazendas teve início um conceito e modo de produção agroambiental ESG, environment, social e governance, ou seja, sustentabilidade, diversificação e valorização do ativo da natureza. 

Apoiando o instituto, companhias como ZoofloraElancoNutron/Cargill, JBS e Sumitomo. Jorge Caldeira afirmou que estamos hoje no maior momento potencial econômico da história do país, a partir do novo norte do planejamento estratégico do mundo – a meta do carbono neutro até 2050. 

O valor de mercado da natureza viva apresenta números na ordem de US$ 20 trilhões nos fundos e decisões da iniciativa privada já tomadas independentes de governos. Rumo ao carbono neutro. 

Alysson Paolinelli acentuou que sermos uma potência agroambiental está para nós agora no presente, como os jovens de 50 anos atrás criando a primeira agricultura tropical tecnificada do planeta. Carbono neutro até 2050 é economia, tecnologia, sociologia, uma legítima revolução, um paraíso restaurável no Brasil e no mundo. 

O futuro não é mais o resultado do presente. Ao contrário, o presente é o resultado do futuro. E ações como esta do Instituto Agroambiental do Araguaia revelam o rumo inexorável do futuro que já está no nosso presente. 

Fonte: José Luiz Tejon para a Rádio Eldorado/Estadão – Elanco Saúde Animal (via assessoria)
Crédito da foto: Divulgação/

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

 

 

Relacionadas

Veja também

Linhas de financiamento para investimento foram as mais procuradas no período com alta de 50%, em comparação com o plano safra anterior.
O programa tem como premissa um modelo de exploração sustentável, com respeito ao solo
Medida foi aprovada pelo Conselho Monetário Nacional e é importante para financiar projetos do agronegócio
Esse prêmio é um dos mais prestigiosos do mundo para o assunto de proteção de cultivos, das safras e também de agricultura digital