Grupo vai monitorar e assessorar sobre fertilizantes

Em reunião da Câmara Temática de Insumos Agropecuários, MAPA cria um grupo de monitoramento em assessoramento na questão de fertilizantes.
Share on whatsapp
Compartilhe no WhatsApp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram
Grupo vai monitorar e assessorar sobre fertilizantes
Participaram da operação auditores fiscais federais agropecuários da Bahia, Distrito Federal, Minas Gerais, Mato Grosso, Paraná e São Paulo.
Áudio

O grupo será formado por representantes de agricultores, da indústria de defensivos e fertilizantes e de distribuidores desses insumos com o objetivo de reforçar a atenção sobre o fornecimento de fertilizantes e para regularizar a importação para a próxima safra, 2022/2023. Os encontros do grupo serão semanais com atualização dos cenários e propostas de ação para mitigar riscos ao setor.

A preocupação do mercado em relação ao abastecimento de fertilizantes é reflexo da crise pós-covid e energética vivida por países como a China. Além do país asiático, Rússia, Canadá e Belarus são importantes fornecedores de fertilizantes para o Brasil.

Mesmo assim, segundo a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), o volume de importação de fertilizantes no país bateu, em outubro, a marca histórica de 33,8 milhões de toneladas.

O número indica um maior investimento na safra atual, bem como um aumento de área plantada das principais commodities nacionais, como soja e milho. A previsão da companhia é de que o Brasil importe, nos próximos meses, mais de 35 milhões de toneladas desses insumos.

Na reunião, a ministra explicou que o Brasil precisa diminuir a dependência dos insumos internacionais e fortalecer a produção interna. “Sabemos que o caminho não é curto, mas precisamos começar o quanto antes e inverter os 80% de dependência e os 20% de produção nacional”, declarou Tereza Cristina ao citar o Plano Nacional de Fertilizantes.

A ação prevê incentivos para a ampliação da produção nacional de fertilizantes e está sendo construído pelo Governo Federal, conforme o Decreto nº 10.605, de 22 de janeiro de 2021.

Força-tarefa apreende 350 toneladas de fertilizantes

7ef7924d fca8 43f7 b766 586cff47a946

Uma força-tarefa do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) apreendeu mais de 350 toneladas e 25 mil litros de fertilizantes orgânicos e minerais e 12 toneladas de produto com função de agrotóxico.

A ação, realizada na última semana, ocorreu na região sul de Minas Gerais (MG) com objetivo de fiscalizar e identificar a venda de produtos irregulares, bem como a produção sem registro. Foram fiscalizados 27 estabelecimentos produtores, um estabelecimento comercial e dois laboratórios cadastrados.

6097ef0c c7e2 4807 bd64 c1d02e9aa761

Como medida cautelar foram emitidos 12 termos de embargo para a adequação dos estabelecimentos à legislação vigente. “A apreensão de fertilizantes pode ser motivada por vários fatores, desde identificação irregular ou armazenamento em local não autorizado, até fraude ou falsificação de produto”, relata a chefe da Divisão de Fiscalização de Fertilizantes, Corretivos e Inoculantes, Laucir Rodrigues Gonçalves.

Os produtos fiscalizados foram amostrados para verificação da conformidade em relação as suas garantias. O total de 78 amostras são representativas de fertilizantes minerais, fertilizantes orgânicos compostos e fertilizantes organominerais, e serão analisadas nos Laboratórios Federais de Defesa Agropecuária de Recife (LFDA-PE) e de Goiás (LFDA-GO).

Participaram da operação auditores fiscais federais agropecuários da Bahia, Distrito Federal, Minas Gerais, Mato Grosso, Paraná e São Paulo.

Fonte: MAPA

Crédito: Divulgação MAPA

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

O cooperativismo tem bons motivos para comemorar quando o assunto é o avanço de sua agenda institucional no Congresso Nacional.
Trata-se da última extensão de terra do município, às margens do rio Taiassuy, já no limite com o Arquipélago do Marajó, com vista para o estado do Amapá.
Em 21 de janeiro de 2022, serão condecorados animais e pessoas que contribuíram para o desenvolvimento do Quarto de Milha no Brasil.
Cadastro da Agricultura Familiar (CAF) será implantado até junho de 2022. Vale a pena e chega a ser um dever conferir as mudanças.