Search
Close this search box.

Fim das restrições do Catar à importação de carne bovina brasileira em razão do caso de EEB atípica no Pará

1 de junho de 2023

O anúncio representa a plena normalização do comércio do produto com o Catar
Compartilhe no WhatsApp
Fim das restrições do Catar à importação de carne bovina brasileira em razão do caso de EEB atípica no Pará

O governo brasileiro recebeu com satisfação o anúncio ontem, 29 de maio, do fim das restrições à carne bovina brasileira impostas pelo Catar, em razão do caso isolado de Encefalopatia Espongiforme Bovina (EEB) atípica no estado do Pará.

O anúncio, que se soma à recente reabertura dos mercados na Tunísia, na Palestina e na Rússia, representa a plena normalização do comércio do produto com o Catar.

Diferentemente da forma clássica da enfermidade – conhecida como “mal da vaca louca” -, a forma atípica é de ocorrência natural e espontânea no rebanho bovino, não representa risco à saúde pública, tampouco justifica restrições à importação, conforme diretrizes da Organização Mundial de Saúde Animal (OMSA).

Em função do caso, o Catar havia incluído o Brasil, em 05/03/2023, na lista de medidas de precaução, que submetia o produto a condições restritivas.

Exportação para o Catar

Em 2022, as exportações de carne bovina para o Catar somaram cerca de US$ 36,9 milhões, o equivalente a 6 mil toneladas do produto. No primeiro trimestre de 2023, a corrente de comércio entre o Brasil e o Catar foi de US$ 231,6 milhões; nesse período, as exportações de proteína animal ao Catar corresponderam a aproximadamente 75% do total exportado pelo Brasil.

Por MAPA

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

Confinamento alcança 7,379 milhões de cabeças e destaca a importância da tecnologia e gestão para aumentar a produtividade no setor
Produção de frangos e ovos é destaque no Distrito Federal. A grande demanda da região por produtos de origem animal resulta nos quase 6 mil produtores cadastrados na Emater-DF
A Pecuária é responsável por US$ 1,37 bilhão das exportações sul-mato-grossense
Comitivas internacionais da América Latina, África e Ásia são esperadas no Parque da Gameleira