Fazenda a domicílio traz opções aos consumidores baianos

Projeto ambicioso do empresário baiano Leonardo Santos tem mudado hábitos alimentares ao levar a experiência da fazenda à mesa de moradores de várias regiões do estado

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram
Fazenda a domicílio traz opções aos consumidores baianos
Foto – Divulgação
Áudio

Fazenda Esperança, um projeto do baiano Leonardo Santos que tem mudado a maneira de se alimentar dos moradores da Bahia. Localizada no município de Ribeiro do Amparo (BA), a fazenda se ergueu em meio à pandemia de covid-19, levando a pulso a ideia de oferecer a experiência da Fazenda a Domicílio.

É, sem dúvida, um projeto ambicioso e complexo, que ganhou um grande impulso com o início da pandemia. Após a crise financeira provocada pelo fechamento do Estaleiro São Roque, Leonardo decidiu se dedicar à agricultura sustentável em sua fazenda, com predominância do plantio de frutas como limão, mamão, maracujá, uva e outros cultivos temporários.

Após três anos do início dos plantios e da venda regular aos negociantes da região, sobreveio a crise sanitária e econômica decorrente da pandemia, ocorreu o fechamento das feiras livres por tempo indeterminado, e deixou de ser possível escoar sua produção.

“Com uma alta produção de mel estocada, por conta da criação de abelhas para polinizar as plantações, decidi vender o produto em Salvador. Coloquei em meu carro 200 garrafas de mel e comecei a oferecer aos amigos e contatos da minha lista de whatsapp, entregando em cada casa, juntamente com a minha esposa. A venda foi um grande sucesso, e os novos clientes demonstraram muito interesse por “Produtos da Fazenda”, conta Leonardo.  

Assim, ele decidiu utilizar o capital obtido com a venda do mel para adquirir as mercadorias dos vizinhos – queijos, manteiga, castanhas, rapadura, própolis – e oferecer aos seus clientes na semana subsequente. “Dessa forma, me tornei um elo entre pequenos produtores e consumidores, fomentando a agricultura familiar, com o consumo de produtos artesanais, puros e sem conservantes, com entrega em domicílio em todos os bairros de Salvador e Lauro de Freitas”, lembra.

Leonardo também relata que a pandemia não foi o suficiente para derrubar o seu projeto, que, em poucas semanas, teve sua proporção altamente elevada e reconhecida pela região.

E ele diz: “Em apenas três semanas, o negócio ganhou uma proporção surpreendente, a ponto de não mais conseguir acondicionar e entregar as mercadorias em meu carro. Foi quando iniciei a negociação com entregadores autônomos, o aluguel de um pequeno ponto improvisado para estoque de mercadorias e a criação de um site para vendas, destinando parte dos valores arrecadados para a aquisição de cestas básicas para as famílias carentes da região da fazenda, que estavam sofrendo os efeitos da recessão econômica e não possuíam alternativas para o enfrentamento da pobreza extrema”.

Fazenda a domicilio traz opcoes aos consumidores baianos 1
Foto – Divulgação

Crescimento das vendas contou com importantes aliados

Muitas empresas fecharam no último ano e muitas tiveram o “boom” alcançado pela Fazenda Esperança. O empresário revela um dos seus principais aliados para esse crescimento: blogueiros e artistas famosos compraram a sua ideia.

“Um fator marcante para a proliferação das vendas foi o apoio de diversos blogueiros, artistas famosos e jornalistas, que se engajaram com muito afinco, em razão do cunho social do projeto, e também por conta da qualidade dos produtos comercializados. Além disso, outro fator muito importante foi o apoio à agricultura familiar e aos pequenos produtores envolvidos”, comenta o empresário.

“Em três meses, a empresa conquistou 20 mil seguidores no instagram, ampliou o seu portifólio de 1 produto para 400 produtos, e migrou para uma sede com mais de 800m²; tudo com o intuito de expandir as atividades, proporcionar um serviço de mais qualidade, com entrega em domicílio, em tempos de pandemia”, diz Leonardo Santos .

 “Atualmente, temos mais de 50 mil seguidores nas redes sociais, uma carteira de mais de 16 mil clientes no whatsapp e mais de mil produtos em nosso catálogo. Estamos prestes a inaugurar a nossa primeira loja física, uma loja conceito na pituba, que pretende trazer um pouquinho da Fazenda para a cidade, oferecendo aos clientes a qualidade dos produtos puros e sem conservantes, que são a marca registrada da empresa, aliada ao contato com plantas, que também serão comercializadas para cultivo doméstico”, completa o empresário de sucesso.

Fonte: Maddeira Comunicação
Fotos: Divulgação

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

Câmara Temática de Insumos debate demora no registro de inovações tecnológicas
Apesar de sucessivos recordes nas exportações brasileiras de produtos do agronegócio, ainda é preciso melhorar a imagem do Brasil.
Alta do dólar em meio a pandemia elevou exportação e esvaziou mercado interno. Castigo ao consumidor brasileiro deve perdurar, em meio a safras recordes.
Campanhas e pessoas como Carlos Alberto da Silva, da Publique; veículos como o jornal Estadão; e agências como a Santa Clara, foram lembrados.