Conclusão da mais alta fazenda vertical para suínos do mundo

Edifício concluído na China conta 26 andares e começará a produzir em setembro
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Conclusão da mais alta fazenda vertical para suínos do mundo
Prédio-granja com 26 andares – Foto: Zhong Xin Kaiwei
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Áudio

A empresa chinesa Zhong Xin Kaiwei anunciou a conclusão da mais alta fazenda vertical para suínos do mundo agora neste mês de julho. O prédio tem 26 andares, fica na província de Hubei, na China, e está oficialmente pronto para iniciar a produção em setembro.

De acordo com a empresa, o edifício é a primeira fase do projeto para criação de suínos e começará com um abate anual de 600 mil animais. Quando estiver completo, a produção anual da unidade atingirá 1,2 milhão de cabeças ao ano. Este volume é dezenas de vezes maior que a capacidade da maioria das granjas “horizontais”.

As informações foram divulgadas pela NetEase, empresa chinesa de videogames, que participa do projeto com tecnologia para gestão e manejo dos animais em diversas etapas. O modelo tem, entre outras curiosidades, um elevador com capacidade para 40 toneladas, que cobre uma área de 65 m² e pode suspender mais de 200 animais de cada vez.

O empreendimento pode ser o mais alto, mas não é o maior da China ou do mundo. Outra grande empresa chinesa, a Muyuan Foods, iniciou a construção em março do ano passado de um conjunto de 21 prédios para produção de suínos. A nova unidade já opera em um dos prédios e é mais um exemplo do ritmo acelerado em que as granjas tecnificadas estão substituindo pequenas granjas após o devastador surto de Peste Suína Africana no país.

A nova mega granja da Muyuan fica na região de Nanyang e deve abrigar 84 mil matrizes e suas criações para produzir 2,1 milhões de suínos ao ano. O conjunto é de longe a maior do mundo, cerca de dez vezes o tamanho de um criadouro típico dos Estados Unidos, por exemplo.

Granjas do futuro

As novas granjas-prédio da China possuem altíssimo padrão tecnológico. Entre os exemplos, está o reconhecimento facial dos animais por meio de visão computacional e automatização da maior parte dos processos.

A gigante Huawei Technologies Co lançou um projeto para criação de suínos com inteligência artificial e visão computacional recentemente. Além dela, outras grandes empresas chinesas de tecnologia como a JD.com, NetEase e Alibaba Group Holding desenvolvem projetos de levar a suinocultura da China ao mais alto nível tecnológico.

Fonte: AgEvolution, NetEase
Foto: Zhong Xin Kaiwei

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Leia também