Shady Apolo Bars, lenda da raça por várias gerações

Dando continuidade à série sobre os ícones da raça Quarto de Milha, nosso colunista Abdalla Abib faz aqui o registro de mais um garanhão eternizado no Hall da Fama, campeão nas pistas e destaque na reprodução
Share on whatsapp
Compartilhe no WhatsApp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram
Shady Apolo Bars, lenda da raça por várias gerações

Reconhecido como um dos grandes nomes que esteve em pistas brasileiras, o garanhão de pelagem preta Shady Apolo Bars será sempre eternizado pelos quartistas, passando a fazer parte do seleto grupo do 4º Hall da Fama ABQM, em 2014. Nascido em 14/04/1970, esse filho de Ranch Bars e Miss Shady Bars (Johnny Bars) desembarcou em julho de 1974, importado pelo criador Renato Eugênio de Rezende Barbosa, popularmente conhecido no meio quartista como “Tô”, titular da Fazenda Berrante, em Assis (SP). Criatório este que se tornou o segundo mais antigo introdutor da raça Quarto de Milha no Brasil, e que o levou também, em 2019, a ser homenageado Hall da Fama ABQM. 

Shady Apolo Bars consagrou-se como campeão Nacional de Apartação tanto pelas mãos de Jayme de Jesus Rodrigues como de Eloy Medeiros Loureiro, ambos homenageados no Hall da Fama ABQM, respectivamente nos anos de em 2014 e 2015. E por sua boa estrutura morfológica, foi também oito vezes Grande Campeão de Conformação. Porém, seu grande legado foi construído por meio de sua história na reprodução, na qual sua genética vem se alastrando por gerações. 

Shady Apolo Bars: excelente como pai, avô e bisavô 

Desaparecido precocemente, em março de 1980, deixou um legado na reprodução que se perpetuou em várias gerações. Como pai teve apenas 13 filhos em campanha nas pistas que totalizaram 304,5 pontos em Três Tambores, Seis Balizas, Cinco Tambores e Maneabilidade e Velocidade; além de Rédeas; Apartação; Laço em Dupla e Laço Individual; e, também, no Julgamento de Conformação. Destes produtos, quatro se tornaram comprovadíssimos reprodutores em várias modalidades: Shady Leo (Hall da Fama ABQM 2012), Ronald da ER (Hall da Fama ABQM 2016), Black Shady e Dixie Bar Gold. 

Os descendentes de Shady Apolo Bars continuam ocupando posições de destaque nas Estatísticas de Reprodutores, com grande atuação nas modalidades de velocidade (Três Tambores e Seis Balizas) e Vaquejada. 

Por Abdalla Jorge Abib 
Crédito da foto: Divulgação/Abdalla Jorge Abib

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

Mesmo desaparecido há 21 anos ocupa, em todos os tempos, a 9ª colocação do Ranking da ABQM, como pai, e líder absoluto, como avô
Mesmo desaparecido há 15 anos, ocupa a 25ª colocação no Ranking de Reprodutores, em todos os tempos
Além da Apartação, produziu inúmeros filhos premiados em Rédeas, Laço Individual (técnico e cronômetro), Laço Cabeça, Laço em Dupla, Team Penning, Seis Balizas, Três Tambores, Cinco Tambores e em Conformação
Nesta coluna de Abdalla Abib, ele fala do craque nas pistas de Apartação que, com um “cow sense” extraordinário e oriundo de uma nobre genética, mostrou toda sua qualidade como atleta e deixou um legado na reprodução