Aditivos na nutrição promove melhor desempenho animal

A linha de aditivos da Yes proporciona importantes e conhecidos benefícios para a cadeia produtiva de carnes
Share on whatsapp
Compartilhe no WhatsApp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram
Aditivos na nutrição promove melhor desempenho animal
Os aditivos da Yes são indicados para uso em todas as espécies – Foto: Divulgação
Áudio

Existe uma ampla gama de benefícios relacionados ao uso dos aditivos na nutrição animal, dentre os quais, é possível citar o maior ganho de peso animal, melhor conversão alimentar, maiores viabilidade e saúde intestinal, sistema imunológico fortalecido, melhor qualidade de ovos, pelos, cascos e unhas.

Para atender a esse mercado em constante crescimento a Yes, empresa que desenvolve soluções biotecnológicas para uma nutrição animal eficaz, segura e sustentável, possui em seu portfólio seis linhas de aditivos naturais: Adsorvente de Micotoxinas, Minerais Orgânicos, Imunomoduladores, Blends, Prebioticos, Golf Fusion, e Derivados de Leveduras.

Os aditivos da Yes são indicados para uso em todas as espécies, dentre as quais, destacam-se: aves, suínos, bovinos de leite e corte, equinos, pet, peixes, camarões, codornas, caprinos e ovinos. “Nossos aditivos podem ser usados em todas as fases de vida dos animais sendo que, para cada uma, existem sugestões de doses específicas, de acordo com as necessidades identificadas no momento pelos nutricionistas e técnicos responsáveis”, explica a doutora em Nutrição Animal e Coordenadora Técnica e de Pesquisas da YesSynergy, Verônica Lisboa.

Verônica explica que os aditivos proporcionam importantes e conhecidos benefícios aos animais de produção, como maior ganho de peso, melhor conversão alimentar, maior viabilidade, sistema imunológico fortalecido e microbiota equilibrada. Todos estes fatores convergindo em melhores respostas produtivas e reprodutivas, desta forma, o custo x benefício do uso dessas tecnologias é altamente positivo.

“Recentemente desenvolvemos um experimento com a Universidade Federal de Viçosa – UFV/MG, envolvendo nossas fontes de zinco orgânico: Yes-Minerals Zinco e Yes-Minerals Zinco 22% (concentrações de 16 e 22%, respectivamente) comparando-os a outras fontes existentes no mercado, na nutrição de frangos de corte e obtivemos um ROI extremamente favorável, variando entre 11:1 a 15:1 em favor dos grupos que receberam os minerais Yes”, exemplifica.

“Além disso, O Yes-Minerals Zinco e Yes-Minerals Zinco 22% proporcionaram melhores conversões alimentares aos animais, além de maiores absorções e menores excreções do mineral, aliando o benefício nutricional ao menor impacto ambiental”.

A solução para um mercado mais exigente

A atual configuração do setor de nutrição animal apresenta significativos desafios com a alta do preço dos insumos e demais incertezas inerentes ao mercado. Estes fatos exigem do produtor a adoção de algumas alternativas na cadeia produtiva.

O custo de produção é amplamente correlacionado aos custos dos insumos e matérias-primas destinadas à nutrição animal. Deste modo, os aditivos despontam como ferramentas consagradas e ainda promissoras a serem utilizadas nos programas nutricionais visando o melhor aproveitamento dos produtos, de forma a ser mais uma importante ferramenta em busca do êxito da atividade em tempos de economia instável.

“Cada vez mais a preocupação com a saúde dos animais ganha espaço e se fortalece neste cenário. Quando falamos em saúde, devemos considerar o sistema fisiológico como um todo. Neste aspecto, proporcionamos aos animais as condições para que tenham o seu sistema de defesa preparado para responder a desafios, a saúde intestinal fortalecida (integridade intestinal, equilíbrio da microbiota), e a capacidade de aproveitar de forma mais eficiente os nutrientes da dieta, todos aspectos que fazem a diferença em termos de produtividade, saúde, bem-estar e longevidade. Em nosso portfólio, oferecemos soluções que atuam junto a todos estes fatores, de forma integrada”, salienta Verônica.

Aditivos na nutricao promove melhor desempenho animal 2
Verônica Lisboa, doutora em Nutrição Animal e Coordenadora Técnica e de Pesquisas da YesSynergy – Foto: Divulgação YesSynergy

Qualidade certificada

A Yes possui todos as certificações necessárias para exportar aos mercados mais exigentes do mundo. A fim de manter a qualidade de seus aditivos, são aplicados métodos de gestão multidisciplinar, através do uso de diversos programas, técnicas e ferramentas buscando sempre a qualidade total dos processos e produtos da empresa.

Os cuidados empregados na produção começam desde o rigoroso controle das matérias-primas até a expedição final dos produtos acabados. Como regra, 100% dos fornecedores são auditados pelo departamento de Controle de Qualidade da empresa, além disso, 100% da matéria-prima usada é testada e classificada como Antibiotic Free.

Quem é a Yes?

A Yes, empresa de biotecnologia em nutrição animal, desenvolve e produz aditivos nutricionais como adsorventes de micotoxinas, prebióticos, minerais orgânicos, blends e derivados de leveduras com o objetivo de melhorar o desempenho e saúde dos animais. Todos os produtos estão de acordo com as mais rigorosas leis dos mercados mundiais, como Estados Unidos e Europa.

Fundada em 2008, a Yes tem escritório-matriz em Campinas (SP), quatro plantas de produção, uma em Lucélia (SP), uma em Novo Horizonte (SP), uma em Borá (SP) e uma em Conceição da Barra (ES), um Centro de Logística e Distribuição em Lucélia (SP), outro em Cascavel (PR) além da abertura, em 2020, de um novo CD localizado no México. Atua em todo o Brasil, além de exportar para mais de 37 países, estando presente na América Latina, Europa, África, Oceania e Ásia. Desde 2016 a empresa faz parte do portfólio de investidas do fundo de investimentos Aqua Capital.

Fonte: Comunicação YesSynergy
Foto: Divulgação/YesSynergy

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

Canchim, a raça sintética proveniente do Charolês (francês) e do Nelore (brasileiro) integra banco de dados do Promebo.
Já no parto, o coto umbilical precisa cicatrizar de forma correta para evitar problemas futuros aos animais e prejuízos ao pecuarista.
Em tempos onde o preço da produção do leite sobe menos que os custos, nutrição de qualidade e assistência técnica ajudam a manter alta produtividade
Entre tantas,mais uma pesquisa comprova que ingerir mais “ouro branco”, a gordura láctea, oferece menor risco de doenças cardíacas.