Acordo de Cooperação Técnica para desenvolver o turismo rural

Evento acontecerá na quinta-feira (26/8), em Araxá (MG), que passará a ser Polo Gastronômico da Cozinha Mineira

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram
Acordo de Cooperação Técnica para desenvolver o turismo rural
A inclusão de Araxá no Circuito Turístico Nascentes das Gerais e Canastra permite que o município receba recursos estaduais e federais para aplicação no turismo – Foto: Divulgação Emater-MG
Áudio

O secretário de Estado de Cultura e Turismo, Leônidas José de Oliveira, e o diretor-presidente da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG), Otávio Maia, assinarão nesta quinta-feira (26/8), um Acordo de Cooperação Técnica (ACT) para estimular a atividade turística em Minas, com destaque para o turismo rural.

O evento será realizado em Araxá, no Alto Paranaíba. O objetivo do ACT é criar condições para o desenvolvimento do turismo rural no Estado, com capacitação de agricultores familiares, no sentido de ampliar a geração de emprego e renda no meio rural. Entre as ações previstas estão a identificação de potencialidades regionais e apoio para a comercialização de produtos locais junto aos visitantes, além da elaboração de roteiros em segmentos específicos como turismo rural, de base comunitária, de experiência, de aventura e ecoturismo.

Na ocasião, também será oficializada a adesão do município ao Circuito Turístico Nascentes das Gerais e Canastra, e será também assinado decreto para a criação do Polo Gastronômico da Cozinha Mineira, no âmbito do município de Araxá.

Circuito Turístico

A inclusão de Araxá no Circuito Turístico Nascentes das Gerais e Canastra permite que o município receba recursos estaduais e federais para aplicação no turismo, como o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) Turístico. Uma parcela de recursos arrecadados no Estado é destinada aos municípios participantes dos circuitos turísticos, para investimentos em gestão de atividades no setor e preservação do patrimônio cultural.

Agora, são 19 os municípios associados: Além de Araxá, já participam Alpinópolis, Capitólio, Carmo do Rio Claro, Cássia, Claraval, Delfinópolis, Guapé, Ibiraci, Itaú de Minas, Passos, Pratápolis, São João Batista do Glória, São José da Barra, Piumhi, São Roque de Minas, Ilicínea, Tapira e Vargem Bonita.

Fonte: Emater-MG
Foto: Divulgação Emater-MG

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

De acordo com a consultoria Safras & Mercado, a semana teve início com fluxo inexpressivo de negócios no mercado físico do boi gordo.
Ele inventou um coletor de pingo, fermento natural usado na produção de Queijo Minas Artesanal
Para entidade, debate sobre demarcação de terras indígenas causa insegurança jurídica e pode afetar a economia e toda a cadeia produtiva.
Equipamento é ideal para corrigir a umidade das pistas equestres, bem como para suprir outras necessidades que um rancho demanda