Acesso do produtor ao mercado de capitais

CNA discute novas formas de captação de crédito para os produtores rurais brasileiros.
Share on whatsapp
Compartilhe no WhatsApp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram
Acesso do produtor ao mercado de capitais
Novas formas de captação de financiamentos é vital para a produção rural brasileira – Foto: Divulgação CNA
Áudio

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) promoveu um debate durante o primeiro dia do Uqbar Day 2021 sobre a experiência dos produtores rurais no mercado de capitais.

Antônio da Luz, vice-presidente da Comissão Nacional de Política Agrícola da Confederação, conduziu as discussões que ouviu o produtor rural e presidente da Comissão Nacional de Fruticultura da CNA, Luiz Roberto Barcelos, e o empresário e pecuarista, Carlos Pimenta.

“Queremos construir um novo sistema de crédito no Brasil, mas não um substituto para o modelo atual. Queremos contribuir para o modelo complementar ao crédito rural oficial, que é a captação no mercado de capitais”, afirmou Antônio da Luz.

“Para a Confederação, a pulverização das fontes de financiamento e alternativas para a maior inclusão financeira dos produtores rurais são extremamente necessárias para garantir o crescimento do setor, que é forte demandante de crédito para a incorporação continuada e o uso intensivo de tecnologias”, ressaltou.

Da Luz destacou que o sistema oficial de crédito não consegue acompanhar a demanda do setor agropecuário por crédito, por isso surgiu a necessidade de encontrar novas fontes de investimento.

“Já crescemos muito, mas precisamos do mercado de capitais para continuar crescendo. Precisamos andar de mãos dadas com o mercado de capitais, porque o setor é uma excelente oportunidade para o mercado e ele é uma excelente oportunidade para nós”.

Acesso do produtor ao mercado de capitais
A CNA é uma das patrocinadoras do evento que discute temas de relevância do mercado de securitização que aconteceu entre 14 e 16 de setembro – Foto: Divulgação CNA

Carlos Pimenta destacou que é imprescindível para o produtor rural que deseja acessa o mercado de capitais estar em dia com a legislação ambiental e ter as finanças organizadas. “Além de atender a legislação ambiental, é importante saber investir em tecnologia na propriedade para ter eficiência na produção. Ou seja, ter clareza de toda a operação e organizar bem a casa abre os olhos de qualquer investidor”.

Na visão de Luiz Roberto Barcelos, o produtor precisa transmitir confiança para o investidor. Ele contou que já fez uma captação de crédito no mercado de capitais para sua produção de frutas e explica que o produtor deve ter relatórios contábeis e boa governança do seu negócio para gerar confiança nos potenciais investidores.

“O agro vem crescendo e é uma atividade lucrativa. Mas para atrair investimentos, a gestão da propriedade deve ser devidamente demonstrada e os indicadores da empresa devem estar totalmente transparentes”. Para Barcelos, o mercado de capitais amplia a concorrência na oferta de crédito aos produtores, mas temos desafios para torná-lo mais acessível.

“Os custos intrínsecos à emissão de um Certificado de Recebíveis do Agronegócio (CRA) são significativos. Há diversos custos de registros cartorários, de assessoria jurídica e contábil, que acabam elevando o custo da captação. Inclusive recomendo que os produtores contratem uma assessoria jurídica experiente para dar segurança às suas negociações”.

Antônio da Luz finalizou o debate ressaltando que a aliança entre o agro e o mercado de capitais “é para valer e está no início. A primeira negociação é mais difícil, mas depois as demais ficam mais fáceis e fluidas”.

Fonte: CNA
Foto: Divulgação CNA

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

Linhas de financiamento para investimento foram as mais procuradas no período com alta de 50%, em comparação com o plano safra anterior.
O programa tem como premissa um modelo de exploração sustentável, com respeito ao solo
Medida foi aprovada pelo Conselho Monetário Nacional e é importante para financiar projetos do agronegócio
Esse prêmio é um dos mais prestigiosos do mundo para o assunto de proteção de cultivos, das safras e também de agricultura digital