6º Congresso Nacional das Mulheres do Agro

Com crescimento significativo e reflexo de sua necessidade, CNMA de 2021 está todo programado. As inscrições estão abertas.
Share on whatsapp
Compartilhe no WhatsApp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram
6º Congresso Nacional das Mulheres do Agro
Evento acontecerá de 25 a 27 de outubro, predominantemente, virtual (online) – Foto: Divulgação
Áudio

Quase tudo pronto para mais uma edição do Congresso Nacional das Mulheres do Agro (CNMA), evento que acontecerá de 25 a 27 de outubro, predominantemente, virtual (online), das 9 às 13h30. A realização é mais uma vez do Transamérica Expo Center, com uma série de apoios e uma programação “vibrante”, segundo Carolina Gama, show manager do evento.

O encontro nasceu em 2016 e, de forma presencial, reuniu 600 congressistas. Para ter uma ideia da força e repercussão no seu público alvo, em 2020, 5ª edição e a primeira virtual, foram mais de 2,3 mil participantes. Desde o começo, o objetivo é de manter vivo um fórum de discussão e atendimento exclusivo às experiências e intercâmbio de mulheres agentes do agronegócio brasileiro.

Nesta 6ª edição, o tema central é o “DIGITAL & AGREGAÇÃO DE VALOR. A NOVA LIDERANÇA DO AGRO”. O conteúdo de palestras e debates evidenciarão “o processo de digitalização como um fator fundamental para a inovação do novo agro, não apenas para gestão dentro da porteira das fazendas, mas para o sucesso de todo a cadeia produtiva”, explica Gama, que também integra o comitê de conteúdo do evento.

O congresso também trabalhará “a agregação, visando gerar novos paradigmas de gestão e criar percepções novas de valor para os mercados e a sociedade”. Nessa visão “mudanças tão profundas implicarão em uma nova cultura empresarial, uma nova visão dos negócios e um novo “timing” gerencial das operações, ou seja, um novo perfil de liderança”, conforme apuração da executiva e equipe.

E tudo isso é decorrente já desses anos de história do CNMA. Segundo Carolina Gama, “nossos debates amadureceram ao longo desses seis anos de história, assim como nossas congressistas têm agregado, a cada dia, mais valor aos seus negócios e atividades. Então, queremos, com essa edição, registrar um marco em que a digitalização não aparece apenas como mais um elemento do cenário de tecnologias para o agronegócio, mas algo fundamental para o futuro”.

6º Congresso Nacional das Mulheres do Agro
Logomarca do Congresso – Foto: Divulgação

Programação pensada e de alto nível

Bastante focados no tema central de 2021, a rotina diária do congresso trará duas mesas redondas, seguidas de debates abertos aos congressistas. Após o almoço, é a vez dos “time for a breack” (das 14 às 16h), atrações voltadas aos temas trazidos por patrocinadores, todos parceiros relevantes e militantes da causa feminina em sua maior representação em todos os setores da sociedade, principalmente no Agro.

Já na abertura do CNMA mostra a que veio. A 1ª mesa redonda trará a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina Corrêa da Costa Dias; além de Teka Vendramini, presidente da Sociedade Rural Brasileira; Marcello Brito, presidente do Conselho Diretor da Associação Brasileira do Agronegócio (ABAG); e Tamsin Ballard, diretora International da Natureza da Climate e Desenvolvimento do Reino Unido.

Mas, diariamente, antes do almoço, logo após o término no segundo debate, Carmen Perez, pecuarista com trabalhos e diversas ações de aplicação e fomento às práticas de bem-estar animal, fará moderações e convidados para debater temas específicos, entre eles o lançamento do documentário “Quando ouvi a voz da terra”; “Pessoas e relações: o resgate das histórias”; e “Apresentando o agro sem números. A força da comunicação”.

Confira a programação completa no link: https://www.mulheresdoagro.com.br/programacao/

Fonte: MAB/Por Ivaris Júnior
Foto: Divulgação

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

Linhas de financiamento para investimento foram as mais procuradas no período com alta de 50%, em comparação com o plano safra anterior.
O programa tem como premissa um modelo de exploração sustentável, com respeito ao solo
Medida foi aprovada pelo Conselho Monetário Nacional e é importante para financiar projetos do agronegócio
Esse prêmio é um dos mais prestigiosos do mundo para o assunto de proteção de cultivos, das safras e também de agricultura digital