UNICA apresenta benefícios do etanol em Dubai

Entre eles, o etanol como uma das pontes para a nova era da mobilidade sustentável.
Share on whatsapp
Compartilhe no WhatsApp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram
UNICA apresenta benefícios do etanol em Dubai
“O etanol se coloca como protagonista na construção da nova era da mobilidade sustentável”, afirma o presidente da UNICA, Evandro Gussi.

É isso que os visitantes do pavilhão brasileiro na Expo Dubai 2020, que começou na última sexta-feira, 1º de outubro, vão conhecer na intervenção da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA) durante a primeira semana da maior exposição do mundo. A participação da entidade faz parte do projeto setorial com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

“O setor de transporte é responsável por quase um quarto das emissões de gases poluentes e que agravam o efeito estufa. E, quando olhamos com realismo para o quão desafiadoras são as metas de redução das emissões para as próximas décadas, não dá para se dar ao luxo de dizer qual deve ser rota a se seguir. Nesse cenário, o etanol mostra como vamos complementar as diversas rotas, levando em consideração as realidades de cada região. Com produção cada vez mais sustentável, reduzindo as emissões e gerando Créditos de Descarbonização, o etanol se coloca como protagonista na construção da nova era da mobilidade sustentável”, destaca o presidente da UNICA, Evandro Gussi.

Os visitantes do pavilhão poderão conhecer a experiência brasileira no uso do etanol, que começa com uma produção altamente sustentável e chega à geração dos CBios, títulos verdes para neutralização das emissões.

Pavilhão neutralizado

Em linha com a temática da Expo Dubai – clima e biodiversidade, a UNICA irá neutralizar as emissões de CO2 do pavilhão brasileiro nessa primeira semana. Volume que deverá ser superior a 1,3 mil toneladas de CO2. Um descarbonômetro mostrará aos visitantes, em tempo real, a quantidade de emissões compensadas.

A neutralização das emissões será com os Créditos de Descarbonização (CBios). Cada crédito representa uma tonelada de CO2 equivalente que deixou de ser emitida. O CBio pode ser considerado o principal ativo brasileiro para a redução das emissões de gases que intensificam o efeito estufa.

Mobilidade sustentável

Puro ou misturado na gasolina, o etanol é o combustível do presente, mas também do futuro da mobilidade sustentável. Com o desenvolvimento de novas tecnologias automotivas, o biocombustível pode ser usado em carros híbridos flex e, futuramente, gerar eletricidade para carros elétricos movidos à célula combustível.

Desde 2003, lançamento dos carros flex, o etanol já evitou a emissão de mais de 570 milhões de toneladas de CO2 na atmosfera. Para atingir esse número de maneira alternativa, seria necessário cultivar 4 bilhões de árvores ao longo de 20 anos.

Hoje, mais de 70 países no mundo já contam com regras que estabelecem a mistura do etanol à gasolina. E, de olho nos efeitos positivos do biocombustível, países como Índia e Reino Unido estão ampliando os níveis de blend visando a redução das emissões e melhoria da qualidade do ar.

A UNICA disponibilizará aos visitantes do pavilhão a oportunidade de calcular as emissões pessoais. Com base no país de origem e na média de litros de combustível consumidos, ele verificará como a presença do etanol na gasolina reduz significativamente as emissões de CO2.

Expo Dubai 2020

Com grande porte, a Expo Dubai reunirá mais de 190 países ao longo dos 6 meses de realização e espera a visita de 25 milhões de pessoas no total. Com algumas dezenas de eventos diários, o evento foi dividido em onze subtemas semanais: clima e biodiversidade; espaço; desenvolvimento urbano e rural; tolerância e inclusão; jubileu de ouro; conhecimento e aprendizagem; turismo e conectividade; objetivos globais; saúde e bem-estar; alimentação; agricultura e meios de subsistência e, por fim, água.

Projeto

A Apex-Brasil e a UNICA tornaram pública em fevereiro de 2008 uma estratégia para promover a imagem dos produtos sucroenergéticos no exterior, em especial do etanol brasileiro como uma energia limpa e renovável. As duas entidades assinaram um convênio que prevê investimentos compartilhados. O projeto pretende influenciar o processo de construção de imagem do etanol e demais derivados da cana junto aos principais formadores de opinião mundial – governos e meios de comunicação, bem como empresas de trading, potenciais investidores e importadores, ONGs e consumidores.

Fonte: UNICA

Crédito da foto: Divulgação UNICA

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

Intitulado de SONDA, a nova solução da empresa combate as principais plantas daninhas que afetam a produtividade na lavoura
Surpreendentemente, carnes fecham o mês de setembro com novo recorde na receita cambial proveniente de exportações de carne bovina.
O presidente institucional da Abramilho, Cesario Ramalho, avaliou, em entrevista para o “Valor”, o cenário para safra verão 2021/22.
Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo participa do movimento Outubro Rosa