Search
Close this search box.

Suíno vivo vendido ao produtor independente no RS é de R$6,70

14 de setembro de 2022

Preço pago pelo quilo do suíno vivo foi apontado pela Pesquisa Semanal da Cotação do Suíno, milho e farelo de soja no RS
Compartilhe no WhatsApp
Suíno vivo vendido ao produtor independente no RS é de R$6,70
Cotação do suíno vivo foi de R$ 6,70 na última sexta – Foto: wirestock/Freepik

A estabilidade no preço pago ao suinocultor independente pelo quilo do suíno vivo foi apontada em Pesquisa Semanal da Cotação do Suíno, milho e farelo de soja no RS. A cotação foi de R$6,70 na última sexta (9). O levantamento é realizado pela Associação de Criadores de Suínos do RS – ACSURS.

O custo médio da saca de 60 quilos de milho ficou em R$ 89,00. Já o preço da tonelada do farelo de soja é de R$ 2.550,00 e da casquinha de soja é de R$ 1.300,00, ambos para pagamento à vista, preço da indústria (FOB).

Preço do suíno

O preço médio na integração apontado pela pesquisa é de R$ 5,22. As cooperativas e agroindústrias apresentaram as seguintes cotações: Aurora/Cooperalfa R$ 5,40 (base gordo) e R$ 5,50 (leitão 6 a 23 quilos), vigentes desde 17/08; Cooperativa Languiru R$ 5,40, vigente desde 26/08; Cooperativa Majestade R$ 5,40, vigente desde 17/08; Dália Alimentos/Cosuel R$ 5,40, vigente desde 1º/09; Alibem R$ 4,20 (base creche e terminação) e R$ 5,50 (leitão), vigentes desde 22/08; BRF R$ 5,20, vigente desde 10/08; Estrela Alimentos R$ 4,40 (base creche e terminação) e R$ 5,45 (leitão), vigentes desde 19/08; JBS R$ 5,10, vigente desde 23/05; e Pamplona R$ 5,40 (base terminação) e R$ 5,50 (base leitão), vigentes desde 17/08.

A Pesquisa tem o apoio de MSD Saúde Animal, Minitube, Choice Genetics e Farenzena Equipamentos.

Todos os levantamentos estão disponíveis no site da ACSURS – guia Mercado – Pesquisa Semanal do Suíno.

Fonte: ACSURS | Texto de Simone Jantsch, Assessora de Comunicação

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

Doença em um aviário comercial no Rio Grande do Sul gerou fortes reflexos para os frigoríficos na B3
Ministério já está adotando procedimentos para contenção da doença. O consumo de produtos avícolas inspecionados pelo serviço
Ferramenta gratuita da Embrapa facilita estimativa de custos e formulação de políticas
Foi o terceiro mês consecutivo de crescimento, marcando o melhor desempenho desde fevereiro deste ano