Search
Close this search box.

Sedap comprova aumento na exportação de produtos do agronegócio no Pará

30 de julho de 2023

Os dados do primeiro semestre mostram a China como o principal mercado consumidor de soja e animais vivos produzidos em território paraense
Compartilhe no WhatsApp
Sedap comprova aumento na exportação de produtos do agronegócio no Pará

O desempenho da exportação do agronegócio no Pará, no primeiro semestre deste ano, foi positivo, alcançando em junho aumento de 175,30% (considerando o valor de exportação). O levantamento foi feito pelo Núcleo de Planejamento/Estatística, da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (Sedap). Os dados mostram que, em comparação a janeiro deste ano, o valor de exportação atingido pelo agronegócio chegou a US$ 381,10 milhões.

A fonte do Núcleo de Planejamento (Nuplan) é o Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa), por meio da base de dados do Portal Agrostat – Estatísticas de Comércio Exterior do Agronegócio Brasileiro.A soja está entre os principais produtos do agro exportados pelos produtores do ParáFoto: Divulgação

Boletim SEDAP

O boletim informativo da Sedap, explicou o estatístico João Ulisses Silva, está dividido em três partes: apresentação da visão geral do agronegócio paraense, os principais produtos do agronegócio paraense e os principais destinos do agronegócio no Estado. “O nosso boletim apresenta, ainda, gráficos e anexos contendo, por exemplo, a lista dos principais grupos de produtos do agro paraense”, observou o estatístico.

O levantamento mostra, ressaltou João Silva, que nos seis primeiros meses de 2023 o volume de exportação do agronegócio no Pará, em comparação ao mesmo período de ano anterior, registra incremento de 12,08%, exportando um montante de 2,41 milhões de toneladas (ganho de 259,6 mil toneladas, com relação ao mesmo período do ano anterior), com participação de 3,08% no Valor Global Exportado do Estado do Pará em 2023.

Produtos – No primeiro semestre deste ano, de acordo com o boletim, 74,7% dos produtos do valor de exportação são de origem agropecuária (soja e animais vivos, entre outros), seguido de produtos manufaturados e semimanufaturados (indústria de transformação, como carne e produtos florestais). Isso corresponde à parcela de 25,3% dos produtos exportados.

A coordenadora do Núcleo de Planejamento da Sedap, Maria de Lourdes Minssen, informou que o complexo da soja continua sendo o principal grupo de produtos da pauta de exportação do Estado. “O nosso levantamento, com base nos dados do Agrostat, mostra que nos seis primeiros meses deste ano a soja alcançou um ganho de 10,58% em relação ao mesmo período do ano anterior. Foi registrado um valor de US$ 1,10 bilhões, ou seja, 63,29% do total do agro no Pará”, reiterou a coordenadora.

Destino – A China, no continente asiático, se manteve durante todo o primeiro semestre como o principal destino do agro paraense. Segundo o boletim, o valor obtido com os produtos exportados para os chineses totalizou US$ 657,52 milhões.

Depois da China, a lista de importadores tem Estados Unidos, Espanha, Rússia, Holanda, Turquia e México. Esses sete países correspondem a cerca de 70% do valor do agro exportado pelo Pará, atesta o boletim informativo da Sedap.

Por Sedap

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil 

Relacionadas

Veja também

Dados mostram que serão produzidos 193,15 mil litros, abaixo do recorde de 580,22 mil litros do período anterior
Safra total de milho foi estimada em 114,14 milhões de toneladas, um acréscimo de 2,5 milhões de toneladas em relação ao previsto no mês passado; área plantada deve crescer 1% e produtividade deve avançar 1,2%
Essa parceria confirma a missão do AgroApp que é levar informações de qualidade para o produtor rural e profissional do campo.
Na comparação com a média diária de junho de 2023, há queda de 16,6% no valor obtido diariamente pelas exportações de açúcar em junho de 2024.