Safrinha Solidária no Maranhão

Produtores plantam feijão e comunidades carentes ficam com a produção

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram
Safrinha Solidária no Maranhão
Safrinha Solidária no Maranhão – Foto: Divulgação
Áudio

Teve início no último final de semana a colheita de 3.000 sacas de feijão por parte de 135 famílias de comunidades carentes da região leste do Maranhão. A iniciativa faz parte do projeto Safrinha Solidária, em que os produtores rurais associados à Aprosoja Maranhão doam sementes, fertilizantes e defensivos e as comunidades ficam com a produção.

De acordo com o presidente da Aprosoja Maranhão, Vilson Ambrozzi, este é o maior programa de distribuição de alimentos do agro brasileiro. “Um programa em que o associado planta, cuida e traz o parceiro para colher”, afirmou.

A iniciativa acontece há 12 anos. O plantio dessa Safrinha Solidária 2021 ocorreu entre 10 e 25 de maio e a colheita, feita manualmente, começou no dia 16 de julho. No total, foram cultivados 300 hectares.

Foram contempladas comunidades dos municípios de Brejo, Chapadinha, Buriti, Anapurus, Mata Roma, Santa Quitéria, São Bernardo, Magalhães de Almeida, São Benedito do Rio Preto e Urbano Santos.

As sementes são adquiridas junto a fornecedores de sementes de soja. Nesta edição, foram cultivadas 8 toneladas de semente. O associado que participa recebe como incentivo o desconto de R$ 100,00/hectare na anuidade da Aprosoja Maranhão.

É realizado em propriedades de agricultores familiar. Consiste na participação dos associados da Aprosoja/MA no cultivo de pequenas áreas, onde são ofertado assistência técnica, insumos para melhorar o solo, máquinas próprias para plantio de alimentos como feijão, arroz, milho, mandioca e outras frutas. Este ano foram plantados 5 hectares de milho e 4 hectares de mandioca

Além do Safrinha Solidária, a Aprosoja Maranhão desenvolve o projeto Padrinho Rural em propriedades de agricultores familiar. Consiste na participação dos associados da Aprosoja/MA no cultivo de pequenas áreas, onde são ofertadas assistência técnica, insumos para melhorar o solo, máquinas próprias para plantio de alimentos como feijão, arroz, milho, mandioca e outras frutas.

“Muita gente, por dificuldade, não compra feijão o ano inteiro e aguarda a Safrinha Solidária acontecer para poder colher o grão. E no projeto Padrinho Rural, os produtores da Aprosoja assessoram e auxiliam pequenos produtores rurais. São ações que acontecem em benefício dessas comunidades”, acrescentou o vice-presidente da entidade, José Carlos Oliveira de Paula.

Fonte: Ascom Aprosoja Brasil
Foto: Divulgação

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

Boletim Agro em Dados de agosto também indica ganho de produtividade e área plantada na cultura que é protagonista na mesa do brasileiro
Uma seca que ocorre uma vez a cada século reduziu o nível de água do principal canal de transporte de grãos da Argentina, reduzindo as exportações agrícolas e aumentando os custos de logística, enquanto meteorologistas dizem que provavelmente isso continuará no próximo ano.
As condições climáticas registradas no período impactaram as lavouras e a nova estimativa da Conab para a produção é de 254 milhões de toneladas – 1,2% menor a safra anterior
Demanda externa pelo farelo de soja brasileiro voltou a aquecer, levando as exportações nacionais a atingirem, em julho, o maior volume desde 2004