R$ 1,32 bilhão a cafeicultores afetados por geada

Reserva ficará à disposição dos agentes financeiros após avaliação das perdas causadas nas regiões produtoras.

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram
R$ 1,32 bilhão a cafeicultores afetados por geada
Cafezais atingidos pela geada em Minas Gerais – Foto: MAPA/Divulgação
Áudio

O Conselho Deliberativo da Política do Café (CDPC) aprovou em 10 de agosto a reserva de R$ 1,32 bilhão do orçamento do Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé) para atender os cafeicultores prejudicados pelas geadas nas últimas semanas nos estados de Minas Gerais, São Paulo e Paraná.

A medida já havia sido discutida na reunião do Comitê Técnico do conselho na semana passada. Agora, o tema será encaminhado ao Ministério da Economia para ser submetido ao Conselho Monetário Nacional (CMN), em reunião extraordinária.

Com o aval do CMN, os valores ficarão à disposição dos agentes financeiros após uma avaliação oficial das perdas causadas pela geada nas regiões produtoras. A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) conduz o levantamento em conjunto com entidades do setor cafeeiro.

“Após a aprovação do CMN, os recursos serão liberados para os bancos para atender às demandas dos produtores, cooperativas, indústrias e exportadores, o que deverá acontecer nas próximas duas semanas” explica o diretor de Departamento de Comercialização e Abastecimento do Mapa, Silvio Farnese.

Os recursos fazem parte dos R$ 5,9 bilhões aprovados para aplicação nas linhas de financiamento do Funcafé na safra 2021/2022. Com a manutenção da reserva, nesse primeiro momento, os agentes financeiros terão R$ 4,6 bilhões para as linhas de crédito de custeio, comercialização, capital de giro e aquisição de café. Os contratos estão no final de processamento.

O CDPC é formado por sete membros do governo federal e sete da iniciativa privada, das principais associações de produtores e da indústria. A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, e o secretário-executivo, Marcos Montes, participaram da reunião do Conselho.

“É uma boa notícia para tranquilizar aqueles que tiveram problemas. Os estudos que encomendamos através da Conab e de várias instituições estão chegando para fazermos uma avaliação e encaminharmos esses recursos de maneira correta para atender os cafeicultores desses estados atingidos pelas geadas de julho”, disse a ministra.

Atenção, cafeicultores! Hoje, aprovamos, no Conselho Deliberativo da Política do Café (CDPC), a criação de reserva no valor de R$ 1,32 bilhão no orçamento do Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé) para atender os cafeicultores prejudicados pelas geadas.

Fonte: MAPA/Inez De Podestà
Foto: MAPA/Divulgação

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

No Brasil, mais de 200 mil famílias da agricultura familiar cultivam fibras naturais e o valor exportado, em 2020, superou US$ 100 milhões.
Planta desenvolvida pela Embrapa para cultivo no Cerrado pode ajudar o Brasil a ser autossuficiente na produção do cereal.
Está dada a largada para o plantio de 72 milhões de hectares, disponíveis para a safra 2021/2022.
Parceria firmada é um passo visando sustentabilidade e responsabilidade social no campo.