O AGRONEGÓCIO MAIS PERTO DE VOCÊ

Projeto Ouro Branco impulsiona cultivo do algodão em São Paulo

Cooperativa Agro Industrial Holambra lança projeto inovador que conta com adesão de dezenas de produtores.
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Áudio

Algodão de qualidade só é cultivado na Bahia, Goiás e Mato Grosso? Não é bem assim! Nos últimos anos, no Estado de São Paulo, um grupo de produtores vem se destacando ao produzir algodão de alta qualidade. E, para aproveitar o excelente momento dessa commodity e fomentar ainda mais o seu cultivo, a Cooperativa Agro Industrial Holambra acaba de lançar o projeto Ouro Branco, que visa expandir as áreas de cultura do algodão no sudoeste paulista.

Segundo o presidente executivo da Cooperativa Holambra, Shandrus Hohne de Carvalho, por meio do projeto haverá a expansão das áreas de cultivo do algodão, fortalecendo a produção. “Hoje, a Cooperativa Holambra já produz e beneficia um dos melhores, senão o melhor algodão do Brasil. A qualidade de nossa fibra é padrão exportação em resistência, comprimento e micronaire (maturidade), e de forma geral, estamos acima do padrão exportação. Esse projeto chega para confirmar essa tendência e ampliar as possibilidades de nossos cooperados e parceiros”, comenta. 

Investimento e Produção

Para dar ainda mais força ao projeto, várias melhorias já estão sendo implementadas na Cooperativa Holambra, é o que afirma Shandrus. “Investimento Estrutural nas usinas, investimento em qualificação dos colaboradores, investimento em equipamentos, melhorias nos processos resultando em eficiência operacional, com produção acima de 1.300 fardos/dia de pluma de algodão. Tudo isso porque nosso foco é ter o melhor algodão do Brasil, tanto em termos de qualidade quanto de produtividade”, comenta. 

 Já para os produtores rurais, o projeto vai fornecer suporte em diversas frentes, que vão desde a parceria de colheita, redução do valor dos insumos chegando até uma linha de crédito. “Identificamos as principais dificuldades e vimos muitas oportunidades para os produtores de algodão. Por isso, estruturamos um projeto que vai ajudar o empreendedor rural a ter ainda mais sucesso e retorno financeiro com esse cultivo”, explica a Gerente Logística da Cooperativa Holambra, Fernanda Langner.

Ainda segundo Fernanda, o projeto conta com toda expertise, infraestrutura e os processos já bem estabelecidos da Cooperativa Holambra, que vão desde a colheita até o beneficiamento. Mas, sobretudo, há um diferencial primordial, a alta qualidade do algodão proveniente da cooperativa, reconhecida por dois dos maiores laboratórios de classificação do Brasil, Amipa, de Uberlândia (MG) e Agopa, de Goiânia (GO). “Qualidade intrínseca da fibra padrão exportação (comprimento, resistência e maturidade), rendimento da pluma acima da média, 150 arrobas por hectare, investimento em tecnologia para manejo e colheita, aplicação de insumos, controle do bicudo – manejo. Enfim, isso tudo vai favorecer o Ouro Branco de uma forma determinante”, comenta. 

Produtores rurais como parceiros

 E, engana-se quem pensa que somente os cooperados se beneficiarão do projeto Ouro Branco. Demais produtores rurais da região também poderão se tornar parceiros e utilizar as usinas de beneficiamento da Cooperativa Holambra, na cidade de Paranapanema (SP), e em um segundo momento, comercializar o produto, também por meio da cooperativa. “As vantagens para os produtores são inúmeras. Estamos proporcionando uma oportunidade histórica para que empreendedores rurais obtenham um sucesso extraordinário com essa cultura”, finaliza Fernanda.

A Cooperativa Holambra conta ainda com uma parceria com a APPA – Associação Paulista dos Produtores de Algodão – para certificação de produtores (selo ABR-BCI) e usinas ABR-UBA, todas com o respaldo da ABRAPA – Associação Brasileira Produtores de Algodão.

O projeto deve fomentar a geração de empregos na região, já que em anos anteriores, a safra do algodão chegou a empregar mais de 100 colaboradores temporários.

Campanha Ouro Branco 500@. Pegando carona no Projeto Ouro Branco, a Cooperativa Holambra está lançando também a Campanha Ouro Branco 500@. Os produtores rurais que atingirem 500 arrobas na próxima safra vão ganhar uma viagem técnica ao Vale do Silício (EUA) e poderão conhecer de perto as mais modernas técnicas de cultivo de algodão, além de fazerem benchmark. 

Sobre a Cooperativa Agro Industrial Holambra

Fundada em 1960, a Cooperativa Agro Industrial Holambra tem sua sede localizada no município de Paranapanema (SP) e se destaca pela excelência na produção agropecuária. Com área de atuação no território nacional que soma mais de 62 mil hectares de área explorada e cerca de 150 cooperados, a cooperativa é hoje referência na produção de grãos em todo o Brasil. Em 2020, pela primeira vez em sua história, a cooperativa ultrapassou a marca de R$ 1 bilhão em vendas líquidas.

Fonte: Apoio Alfapress Comunicações