O AGRONEGÓCIO MAIS PERTO DE VOCÊ

Pimentão de Estufa

A escolha do plantio protegido pode oferecer muitas vantagens, principalmente contra intempéries, pragas e doenças
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Áudio

Especialmente as variedades block, palermo, de pimentões coloridos, vêm sendo cultivadas em ambientes protegidos. Muitos produtores descobrem que esse é um processo bastante vantajoso para seus negócios, pois as plantas ficam a salvo das mudanças de clima, doenças e pragas que naturalmente impedem os vegetais de serem saudáveis e rentáveis.

De acordo com Guga Rios, gerente comercial da Tropical Estufas, pimentões têm sido mais cultivados em ambientes protegidos. “As variedades variedades  block e palermo, em especial,  são muito difíceis de serem produzidas em campo aberto. Isto porque o fruto deve ficar mais tempo no pé para chegar ao ponto de maturação”, diz. Como os pimentões ficam mais expostos a intempéries climáticas e pragas, o uso de estufas tem despertado interesse nos produtores.

Guga Rios explica que com o uso de telas antiafídeo é possível reduzir consideravelmente o uso de defensivos agrícolas, diminuindo o custo de produção e vendendo o produto com um menor uso de defensivos. “O pimentão sofre muito com oídio (Oidiopsis taurica), requeima (Phytophthora capsici) e viroses. Com essa proteção e menor uso de defensivos agrícolas, a qualidade do fruto se torna bem superior”.

As estufas permitem maior atenção a detalhes do cultivo, com controle sobre incidência de luz, ventilação, irrigação e outros fatores que tornam os vegetais mais saudáveis. “Trabalhando com sistema de fertirrigação (irrigação + adubação), a planta tem melhor desenvolvimento, o que tornam necessários conhecimentos sobre curvas de absorção e manejo nutricional”, informa o gerente. Outro benefício é que com o cultivo em ambiente protegido, pode-se estender o período de colheita e aumentar a produtividade do pé.

O cultivo protegido deve sempre ser adaptado para atender às necessidades do produtor

A estufa é influenciada não só pelo tipo de cultivo, mas também pela região onde o projeto será instalado. “Mas no geral, a estufa para plantio de pimentões deve ser alta para evitar uma temperatura elevada, pois nesses casos pode ocorrer o abortamento das flores”, explica Guga. Em regiões quentes, é aconselhável utilizar estufas com abertura zenital, para melhor troca de temperatura e ventilação.  Ele afirma também que as estufas devem ter pelo menos 4 metros até a linha de calha, sendo indicado o uso de telas antiafídeos para evitar a entrada de insetos; já que eles podem ser desfolhadores, causar danos aos frutos, ou até mesmo ser vetores de viroses.

Fonte: Tropical Estufas