Peixe BR e Apex avançam negociação para presença dos peixes de cultivo no mercado internacional

Instituições caminham para ações efetivas do projeto setorial que irá fomentar a piscicultura brasileira no exterior
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Peixe BR e Apex avançam negociação para presença dos peixes de cultivo no mercado internacional
Foto – Divulgação
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Áudio

A Associação Brasileira da Piscicultura (Peixe BR) intensifica negociações com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações (APEX Brasil) para fomentar o comércio internacional de peixes de cultivo.

As conversações entre as instituições já ocorrem há pelo menos dois anos e avançaram para ações efetivas do projeto setorial Peixe BR/APEX Brasil para o fomento da piscicultura brasileira no exterior.

No início de julho, por exemplo, Peixe BR e APEX Brasil fizeram duas reuniões com representantes de empresas associadas para tratar especificamente de tilápia e de peixes nativos, avaliando ações e países-alvo. “A participação foi expressiva, o que demonstra o interesse das empresas em expandir sua presença em mercados importantes”, destaca Francisco Medeiros, presidente executivo da Peixe BR.

O dirigente explica que estão programados novos encontros com a APEX Brasil para o avanço das tratativas, que definirão os países-alvo e as principais ações do projeto setorial.

“Este é um movimento relevante. O Brasil produz peixes de cultivo de qualidade e tem potencial de vendas em diversos países. O mercado global está crescendo e precisamos estar preparados para conquistar uma parcela”, ressalta Francisco Medeiros.

O presidente executivo da Peixe BR convida outras empresas associadas a se juntar a esse movimento e também participar do mercado internacional de peixes de cultivo.

Atividades da Peixe BR

A Associação Brasileira da Piscicultura (PEIXE BR) valoriza, fomenta e defende a cadeia da produção de peixes cultivados no Brasil, que em 2020 atingiu 802.930 toneladas, com receita de cerca de R$ 8 bilhões.

A piscicultura gera cerca de 1 milhão de empregos diretos e indiretos. O Brasil é o quarto maior produtor mundial de tilápia, espécie que representa 60% da produção do país.

Os peixes nativos, liderados pelo tambaqui, participam com 35% e outras espécies com 5%. Nos últimos seis anos (período de levantamento da Peixe BR), a produção de peixes de cultivo saltou 38,7% no país: de 578.800 t (2014) a 802.930 t (2020).

Fonte: Peixe BR
Foto: Divulgação

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Leia também