O AGRONEGÓCIO MAIS PERTO DE VOCÊ

Ofertas e perspectivas de cítricos para o mês

Acompanhe a disponibilidade e margem de preços ainda para fevereiro
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Áudio

Oferta de lima ácida tahiti – No início de fevereiro, a oferta de lima ácida tahiti está mais controlada no estado de São Paulo em relação aos anos anteriores. Isso porque, com a maior absorção da indústria – as quais mantêm os preços de R$ 14,00 a R$ 16,00/cx de 40,8 kg, posta na unidade –, o escalonamento da temporada foi beneficiado, reduzindo o volume disponível e impedindo maior retração dos preços.

Até o momento, a disponibilidade de frutos de menor padrão é elevada, fator que limita os envios externos. A oferta deve continuar elevada, de acordo com a estimativa inicial dos produtores, e isso até meados de abril (ainda que inferior à de 2020) – já que a qualidade e a colheita ficariam dependentes das condições climáticas dos próximos meses.

Tangerina poncã – Outra variedade que pode aparecer nos postos de venda com mais frequência a partir de agora. Sua colheita deve se iniciar no final de fevereiro, principalmente nos pomares do sul de Minas Gerais, onde o desenvolvimento das frutas costuma ser mais acelerado. A entrada de poncã pode amenizar a falta de laranjas por conta do período de entressafra.

Valorização da laranja pera – A procura por frutas com qualidade vem se intensificado e impulsionado as cotações devido a proximidade do encerramento da colheita das laranjas remanescentes (2020/2021). De 08 a 12/02, a pera registrou média de R$ 38,55/cx de 40,8 kg, na árvore, leve alta de 1,8% em relação à semana anterior.

A perspectiva é de que os preços permaneçam firmes neste e no próximo mês (fevereiro e março), uma vez que a disponibilidade de laranjas precoces deve aumentar somente a partir de março e abril, quando as ‘bocas de safra’ de 2021/22 começam a ser colhidas.

Segundo agentes, a maior parte das frutas ‘amareladas’, provenientes das primeiras floradas, já foi enviada para moagem. Este cenário, portanto, pode manter o volume disponível equilibrado no mercado de mesa nas próximas semanas.

Fonte: Cepea