Mais milho na próxima safra

Abramilho espera safra verão com até 7 milhões de toneladas a mais e vê margem muito positiva para o produtor
Share on whatsapp
Compartilhe no WhatsApp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram
Mais milho na próxima safra
O plantio da safra de verão de milho 2021/22 avança pelo Brasil – Foto: Divulgação
Áudio

Presidente da entidade, Cesário Ramalho, destaca aumento de área cultivada, ao contrário do que vinha acontecendo nos últimos anos, e desenvolvimento favorável das lavouras até aqui. Perspectivas de mercado e de futuro também são positivas, mas próximo objetivo tem que ser aumentar a produtividade com uso de tecnologia.

O plantio da safra de verão de milho 2021/22 avança pelo Brasil e vai encontrando boas condições de clima para se desenvolver até o momento. Diante desse cenário e da perspectiva de crescimento na área cultivada, a produção final também deverá ser maior.

Segundo o presidente da Abramilho, a projeção deste ano é recuperar as 5 milhões de toneladas perdidas no ciclo 20/21 e aumentar mais 2 milhões no total, finalizando com 32 milhões de toneladas.

A liderança ainda comenta que nos últimos anos que era registrado era uma diminuição na área da primeira safra, com mais foco voltado a soja, mas que agora houve elevação das áreas já que a margem de lucratividade do cereal está muito positiva.

Mais milho na próxima safra
Cesário Ramalho, presidente da Abramilho – Foto: Divulgação

Saca do milho

O presidente analisou também os atuais patamares de preços da saca de milho ao redor dos R$ 70,00 para o ano que vem e dos R$ 90 para esta reta final de 2021, considerando ambos como muito positivos e estimuladores de mais investimentos na cadeia.

Como o próximo grande objetivo, Cesário destaca o aumento de produtividade e cita o exemplo dos Estados Unidos, que produz média de 12 toneladas por hectare contra as 5 toneladas do Brasil. Na visão da entidade, o consumo interno e a demanda externa pelo milho brasileiro cresceram muito nos últimos anos, mas as lavouras não acompanharam este movimento.

Fonte: Notícias Agrícolas/Por Guilherme Dorigatti
Foto: Divulgação

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

Intitulado de SONDA, a nova solução da empresa combate as principais plantas daninhas que afetam a produtividade na lavoura
Surpreendentemente, carnes fecham o mês de setembro com novo recorde na receita cambial proveniente de exportações de carne bovina.
O presidente institucional da Abramilho, Cesario Ramalho, avaliou, em entrevista para o “Valor”, o cenário para safra verão 2021/22.
Entre eles, o etanol como uma das pontes para a nova era da mobilidade sustentável.