Exportações do agronegócio crescem 26,7%

A soja foi o principal item da pauta das exportações em agosto deste ano.
Share on whatsapp
Compartilhe no WhatsApp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram
Exportações do agronegócio crescem 26,7%
Foto: Agência Brasil/EBC
Áudio

O agronegócio brasileiro teve exportações de US $ 10,9 bilhões em agosto deste ano, o que representa um aumento de 26,7% em relação ao mesmo mês de 2020. O levantamento, realizado pela Confederação da Agricultura e Pecuária (CNA) do Brasil, tem como base dados do Ministério da Economia.

Com importações de US $ 1,3 bilhão, a região teve superávit comercial de US $ 9,6 bilhões em agosto. No acumulado de janeiro a agosto de 2021, as vendas para o exterior na região já somam US $ 83,6 bilhões, um aumento de 20,7% em relação ao mesmo período anterior. O saldo do agronegócio no Brasil é positivo em US $ 7,6 bilhões no período.

De acordo com a CNA, “a melhora da atividade econômica global, à medida que os países avançam seus planos de vacinação, e a melhora nas expectativas dos investidores e consumidores são os principais motores do movimento de alta”.

A soja foi o principal item da pauta das exportações em agosto, com participação de 28,8% e faturamento de US $ 3,1 bilhões, aumento de 52,5% em relação ao mesmo mês de 2020. In natura é o segundo produto bovino mais vendido no exterior, atingiu US $ 1 bilhão, um aumento de 57,7% em relação a agosto do ano anterior.

A China voltou a ser o principal destino das exportações agroindustriais. Em agosto de 2021, a participação total do país asiático era de 34,9%, com destaque para soja, carne bovina in natura, cana-de-açúcar in natura, celulose e carne de frango in natura.

A União Européia foi o segundo maior destino, com 15,4% dos embarques, seguida pelos Estados Unidos com 7,4%. Completa a lista dos dez principais destinos: Irã (2,5%); Tailândia (2,3%); Japão (2,0%); Chile (1,8%); Coréia do Sul (1,8%); Arábia Saudita (1,5%); e Turquia (1,4%).

Projeto Agro.BR

A CNA também analisou as áreas prioritárias do projeto Agro.BR, realizado em parceria com a Apex-Brasil, para aumentar a oferta de produtos agrícolas brasileiros no comércio exterior e promover a diversificação da pauta de exportação brasileira.

O maior crescimento no mês de agosto foi registrado no setor pesqueiro, que cresceu 39,1% em relação ao mesmo período de 2020, atingindo um faturamento de US $ 45 milhões com destaque para a lagosta congelada (US $ 20,7 milhões). O setor de lácteos também registrou aumento nas exportações.

Em agosto de 2021, os embarques somaram US $ 8,1 milhões, aumento de 25,8% em relação ao mesmo mês do ano anterior. Os principais produtos foram leite em pó (US $ 2,7 milhões), queijos (US $ 1,8 milhão), natas (US $ 1,1 milhão), leite condensado (US $ 1,0 milhão) e leite modificado (US $ 470,2 mil).

Os setores de chá, mate e especiarias e frutas foram responsáveis ​​por 23,5% e 9,8% a mais nas exportações em agosto deste ano em relação a agosto anterior. Apenas os produtos apícolas apresentaram queda em relação ao ano anterior (-9,9%).

Fonte: CNA
Foto: Agência Brasil/EBC

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

Linhas de financiamento para investimento foram as mais procuradas no período com alta de 50%, em comparação com o plano safra anterior.
O programa tem como premissa um modelo de exploração sustentável, com respeito ao solo
Medida foi aprovada pelo Conselho Monetário Nacional e é importante para financiar projetos do agronegócio
Esse prêmio é um dos mais prestigiosos do mundo para o assunto de proteção de cultivos, das safras e também de agricultura digital