O AGRONEGÓCIO MAIS PERTO DE VOCÊ

Exportações de carne suína registraram números históricos no fechamento de 2020

“Seja pelo recorde de exportações de suínos, ou pela alta nos embarques de aves, as projeções setoriais estabelecidas pela ABPA e confirmadas nas vendas finais reforçam o bom momento para o Brasil no mercado internacional, a despeito de um ano desafiador em todos os sentidos
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Áudio

O volume dos embarques alcançou 1,021 milhão de toneladas

“Seja pelo recorde de exportações de suínos, ou pela alta nos embarques de aves, as projeções setoriais estabelecidas pela ABPA e confirmadas nas vendas finais reforçam o bom momento para o Brasil no mercado internacional, a despeito de um ano desafiador em todos os sentidos. A perspectiva é que o ritmo positivo se mantenha em 2021, com a esperada retomada econômica internacional”, avaliou Ricardo Santin, presidente da ABPA.

Tamanho otimismo se deve aos números históricos das exportações de carne suína – incluindo produtos in natura e processados – registrados no final do ano passado.

Segundo dados da própria Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), o volume dos embarques alcançou 1,021 milhão de toneladas, uma forte alta de 36,1% em relação ao resultado obtido em todo o ano de 2019, quando as vendas alcançaram 750,3 mil toneladas. A receita cambial das vendas chegou a US$ 2,270 bilhões, resultado 42,2% maior que o alcançado em 2019, com US$ 1,597 bilhão.

Em relação à carne de frango, as vendas externas de 2020 alcançaram 4,230 milhões de toneladas, superando em 0,4% o total embarcado em 2019, com 4,214 milhões de toneladas. E a receita das exportações de carne de frango chegou a US$ 6,123 bilhões, desempenho 12,5% menor em relação aos 12 meses de 2019, com 6,994 bilhões.

Fonte: ABPA