Emater-MG conquista prêmio por treinamento via EAD

Experiência na capacitação de novos funcionários durante a pandemia de forma on-line se destacou.
Share on whatsapp
Compartilhe no WhatsApp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram
Emater-MG conquista prêmio por treinamento via EAD
Até o momento, seis turmas já passaram pelo treinamento, num total de 200 novos funcionários treinados – Foto: Divulgação/Emater-MG
Áudio

Uma equipe de profissionais da Emater-MG conquistou o 2º lugar, na categoria “relato de experiências e boas práticas”, no 10º Prêmio Chico e-Cidadania. A cerimônia de premiação e apresentação dos trabalhos vencedores vai ocorrer, no dia 8 de outubro, durante o XI Congresso Internacional de Contabilidade, Custos e Qualidade do Gasto no Setor Público, no painel 13: Premiação Prêmio Chico e-Cidadania, às 9 horas.  

O Congresso Internacional de Contabilidade propõe o diálogo entre governos e sociedade na busca de estratégias para a melhoria da qualidade nos gastos públicos. O prêmio Chico e-Cidadania abrange três categorias: estudantes de graduação; profissionais e relato de experiências e boas práticas, nas áreas de governança, controladoria, controles internos, gestão de riscos, governo eletrônico, governo aberto, inovação, finanças públicas, contabilidade, informação de custos e qualidade do gasto no setor público.  

O trabalho da equipe da Emater-MG se destacou na categoria relatos de experiência, área especial “Gasto público e custos em tempos de enfrentamento da Covid-19 e no pós-crise”. Com o título “O EAD e a capacitação na gestão pública em época de pandemia: a economicidade no treinamento dos profissionais em uma empresa pública”, o projeto tem como autores: Alinne Freitas Frade Drumond, Clarissa Ferreira de Souza, Débora Maria de Oliveira, José Aloízio Nery, Marcus Alexandre de Campos Gontijo, Maria Helena Alves da Silva, Marinalva Olivia Martins Soares, Samantha Viviane Barbosa e Carlos Alberto de Souza.  

EAD é a sigla usada para Educação a Distância. O projeto traz um relato da experiência do curso de formação técnica/administrativa (Pré-Serviço), realizado pela Emater-MG, em 2020 e 2021. “Muitos profissionais da Emater-MG estavam deixando a empresa Plano de Demissão Voluntária (PDV), então era fundamental preparar a entrada dos novos funcionários concursados a fim de garantir a reposição dos trabalhadores. Mas, por causa da pandemia, a capacitação dos novos funcionários, pela primeira vez nos 73 anos da empresa, teve de ser on-line, o que foi um grande desafio”, conta o coordenador técnico estadual da Emater-MG, Carlos Alberto Souza, presidente da Comissão do Pré-Serviço.  

Educação a Distância (EAD) da Emater-MG

Segundo Carlos, o ineditismo do momento exigiu um alto grau de planejamento e organização da equipe do Pré-Serviço. “Antes de capacitar os novos colegas para assumir seus cargos, foi necessário um treinamento dos próprios instrutores para se adaptar às novas ferramentas do EAD”, lembra o coordenador. O curso foi pensado e elaborado para abranger todas as áreas de conhecimento essenciais para que os novos funcionários pudessem entender a dinâmica da realidade da empresa, tanto no serviço de campo, quanto no escritório. Para o desenvolvimento de todo o conteúdo transmitido, foram realizadas atividades síncronas (plataforma Zoom) e assíncronas (via ambiente Moodle).  

Até o momento, seis turmas já passaram pelo Pré-Serviço, num total de 200 novos funcionários treinados. Segundo a equipe, a capacitação foi um grande desafio, pois envolveu muitas pessoas e existia uma grande expectativa das pessoas que estavam entrando na empresa.  

“O Pré-Serviço mostrou que mesmo on-line é possível acolher as pessoas, usando desde mensagens personalizadas para cada participante, até a metodologia de sala de aula, com músicas, câmeras sempre abertas, diálogo olho no olho, abertura para perguntas e trocas de experiências. Os tutores atuaram dando feedback para os alunos e os facilitadores e os profissionais fizeram relatos de experiências de ATER (Assistência Técnica e Extensão Rural), falando com alma, construindo apresentações que permitissem contar histórias e partilhar experiências. A essência do Pré-Serviço foi transmitir conhecimento como emoção, valores e propósito”, explica a relações públicas Alinne Drumond, também da comissão de Pré-Serviço.  

Estagio de Campo Emater Foto Divulgacao EmaterMG
Estágio de Campo Emater – Foto Divulgação/Emater-MG

Gande economia  

Apesar das dificuldades impostas inicialmente, a realização do Pré-Serviço de forma virtual revelou muitas vantagens. Como a empresa tem uma grande dispersão geográfica no estado (escritórios em 798 municípios mineiros), evitou-se uma enorme movimentação de profissionais no estado, tornando o processo mais rápido e prático. E como não houve a necessidade de deslocamento de um grande número de funcionários (tanto dos concursados como de instrutores), as despesas foram substancialmente menores.  

Segundo Carlos Alberto, dados levantados até a quarta turma, mostram que a projeção de custos do Pré-Serviço, feita a partir da experiência passada, era de cerca de R$743 mil, mas o gasto efetivo foi de R$ 209,8 mil. Uma economia de mais de R$ 533 mil, ou seja, de 72% do previsto. “A economia foi muito grande. Daí podemos concluir que a capacitação do Pré-Serviço foi um exemplo positivo de aplicação dos princípios da boa gestão pública”, afirma o coordenador. 

Fonte: Emater-MG 
Crédito das fotos: Divulgação/Emater-MG

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

 

Relacionadas

Veja também

Linhas de financiamento para investimento foram as mais procuradas no período com alta de 50%, em comparação com o plano safra anterior.
O programa tem como premissa um modelo de exploração sustentável, com respeito ao solo
Medida foi aprovada pelo Conselho Monetário Nacional e é importante para financiar projetos do agronegócio
Esse prêmio é um dos mais prestigiosos do mundo para o assunto de proteção de cultivos, das safras e também de agricultura digital