Emater-MG estima áreas afetadas por geadas no Estado

A formação de gelo devido à onda de frio afetou áreas produtivas de cerca de 24 mil produtores em 257 municípios.

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram
Emater-MG estima áreas afetadas por geadas no Estado
Muitas áreas prejudicadas por fortes geadas, em Minas Gerais – Foto: Divulgação
Áudio

As geadas do mês de julho, em Minas Gerais, ocorreram em 257 municípios com áreas em produção de pastagens, grãos, frutas, hortaliças e flores. Do total de área cultivada com essas culturas, nos municípios onde foram registradas a ocorrência de geadas, estima-se que o fenômeno climático tenha afetado aproximadamente 31,7% da área, com prejuízos para cerca de 24 mil produtores rurais.

Este foi o resultado do levantamento realizado pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG). Pelo levantamento divulgado em 16 de agosto, estima-se que os grupos que tiveram mais produtores afetados foram os de pastagem, com cerca de 16.260, seguido pelos de olericultura (hortaliças) e de fruticultura, com aproximadamente 3.885 e 2.455 agricultores, respectivamente.

Com o levantamento, realizado pelos técnicos da empresa estima-se que foram afetados 1.235.448 hectares de pastagens, o que corresponde a aproximadamente 36,2% da área total ocupada com esta cultura, nas regiões onde ocorreram as geadas. A área ocupada com grãos com registro da ocorrência das geadas foi de aproximadamente 192.062 hectares (17,8% do total).

Geadas atingem outras áreas

Na fruticultura, a intempérie atingiu cerca de 16.622,7 hectares (28% do total dos pomares). As geadas também atingiram as áreas de cultivo de hortaliças em 13.942,5 hectares, ou 25,9% da área e de flores. Este segmento, embora restrito, foi o mais afetado, proporcionalmente ao total cultivado. Houve formação de geadas em 13,1 hectares de floricultura, o que corresponde a 39,5% da área plantada.

A pesquisa foi realizada nas seguintes Unidades Regionais da Emater-MG: Alfenas, Guaxupé, Lavras, Passos e Pouso Alegre, na região Sul do Estado; Uberaba e Uberlândia, no Triângulo Mineiro; Patos de Minas, na região do Alto Paranaíba; Juiz de Fora, na Zona da Mata; São João del Rei, o Campo das Vertentes; e Belo Horizonte, Curvelo, Divinópolis e Sete Lagoas, na região Central.

As Unidades Regionais da Emater-MG são compostas por conjuntos de municípios, constituindo-se em uma microrregião de atuação da empresa. Ao todo, são 32 Unidades Regionais em todo o Estado. Em 24,5% dos municípios onde ocorreram as geadas atingindo as lavouras, estima-se que os produtores necessitarão de acesso ao crédito ou ao seguro agrícola e, em outros 50,1% dos municípios, ainda não foi possível estimar esta necessidade.

Fonte: Emater-MG/Miriam Fernandes 
Foto: Divulgação 

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

No Brasil, mais de 200 mil famílias da agricultura familiar cultivam fibras naturais e o valor exportado, em 2020, superou US$ 100 milhões.
Planta desenvolvida pela Embrapa para cultivo no Cerrado pode ajudar o Brasil a ser autossuficiente na produção do cereal.
Está dada a largada para o plantio de 72 milhões de hectares, disponíveis para a safra 2021/2022.
Parceria firmada é um passo visando sustentabilidade e responsabilidade social no campo.