Duas vitórias em duas provas na Alemanha

Em 31 de outubro, João Victor Marcari Oliva, montando Escorial Horsecampline, despediu-se do Concurso de Dressage Internacional (CDI4) de Oldenburgo, na Alemanha.
Share on whatsapp
Compartilhe no WhatsApp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram
Duas vitórias em duas provas na Alemanha
Áudio

A nova vitória fez ao atleta subir no lugar mais alto e ouvir pelo segundo dia consecutivo o Hino Nacional do Brasil, agora como campeão do Grand Prix Special, prova em que registrou 70,745% de nota média final.

No sábado dia 30, a dupla foi campeã do Grand Prix com a nota 71,065%. O resultado é histórico. Essa foi a primeira vez que um atleta brasileiro do Hipismo Adestramento venceu um CDI de categoria 4 estrelas.

Ainda em 2021, no mês de dezembro, outros dois CDIs estão na programação da dupla, mas em fase de confirmação: o CDI4* de Dortmund que acontece de 9 a 12; e o CDI5* de Frankfurt, de 16 a 19, ambos na Alemanha.

Embalado com bons resultados desde que se apresentou pela primeira vez com o Puro Sangue Lusitano Escorial Horsecampline, em novembro de 2020 – e foi a dupla que fez a melhor apresentação do Brasil em Olimpíadas nos Jogos de Tóquio – João Victor já ousa:

“Arriscar um pouco mais nas próximas competições para pontuar mais notas” para atingir o objetivo de integrar o Time Brasil para o Campeonato Mundial de Dressage que acontece em Herning, Dinamarca, entre 6 e 10 de agosto de 2022.

Conjunto olímpico

joao
João Victor Marcari Oliva monta Escorial Horsecampline

Na mira do atleta também estão os Jogos de Paris 2024, quando as competições de Hipismo terão como palco os jardins do famoso Palácio de Versalhes.

Em Tóquio, recentemente, o cavaleiro João Victor Marcari Oliva, montando o mesmo Escorial Horsecampline, alcançou a melhor nota do Brasil, no hipismo adestramento, da história das Olimpíadas. O filho da multicampeã do basquete, Hortência, obteve a nota média geral de 70,419%.

Essa foi a segunda participação do atleta em Olimpíadas. No Rio de Janeiro, em 2016, ele ficou com 68,071%. Cinco dos sete juízes avaliaram o conjunto com notas acima de 70%. Um deles deu a nota 68,370% e a outra avaliou o desempenho em 68,261%.

Fonte: Rute Araújo

Crédito: Divulgação

Créditos da Foto: www.canaldohipismo.com.br

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

Diretoria, Conselhos e Comissões foram apresentados oficialmente nesta terça-feira, 18 de janeiro. A cerimônia aconteceu na sede da ABCCMM, em Belo Horizonte (MG)
Em 21 de janeiro de 2022, serão condecorados animais e pessoas que contribuíram para o desenvolvimento do Quarto de Milha no Brasil.
Sem aplicação de soluções adequadas, doenças parasitárias podem prejudicar o desempenho dos animais em todas as etapas de suas vidas.
Referência em suplementação nutricional e sanidade animal, Vetoquinol marca presença em esportes equestres.