Cidades médias irão crescer após pandemia

Na fase pós-pandemia deve crescer no Brasil, o número de cidades médias, com 50 mil a 250 mil habitantes, que irão se desenvolver, em grande escala, com investimentos do agronegócio. A observação é de Marcos Fava Neves @favaneves, diretor da Sociedade Nacional de Agricultura (SNA) e professor da Universidade de São Paulo (USP/Ribeirão Preto). De acordo com Neves, hoje em dia é possível identificar pelo menos cem cidades brasileiras que já alcançaram grande desenvolvimento após receberem investimentos na agricultura e na agroindústria. “Esse é o modelo que o agro está propiciando ao País”, destacou.
Share on whatsapp
Compartilhe no WhatsApp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram
Cidades médias irão crescer após pandemia


Na fase pós-pandemia deve crescer no Brasil, o número de cidades médias, com 50 mil a 250 mil habitantes, que irão se desenvolver, em grande escala, com investimentos do agronegócio. A observação é de Marcos Fava Neves @favaneves, diretor da Sociedade Nacional de Agricultura (SNA) e professor da Universidade de São Paulo (USP/Ribeirão Preto).
De acordo com Neves, hoje em dia é possível identificar pelo menos cem cidades brasileiras que já alcançaram grande desenvolvimento após receberem investimentos na agricultura e na agroindústria. “Esse é o modelo que o agro está propiciando ao País”, destacou.
“Barreiras (BA), Chapecó (SC), Dourados (MS), Guaxupé (MG) e Petrolina (PE) são alguns exemplos de progresso gerando negócios e inclusão social”, citou o diretor da SNA, acrescentando que este movimento de crescimento populacional está fazendo com que o índice populacional nas grandes cidades permaneça mais estável.

Relacionadas

Veja também

Evento para debater a cadeia produtiva do coco acontece nesta semana durante a realização da Fenacoco em Fortaleza
Workshop sobre fertilizantes abordará o manejo eficiente de nutrientes em fertirrigação, os desafios e oportunidades para produção de frutas no Semiárido
O benefício do Garantia-Safra será disponibilizado em parcela única de R$ 850 para agricultores de Biritinga, Novo Triunfo e Sátiro Dias (BA)
X