Capacitação para operação de drones é concluída na Agrotec

Curso mostra na teoria e na prática as vantagens da utilização de drones no campo
Share on whatsapp
Compartilhe no WhatsApp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram
Capacitação para operação de drones é concluída na Agrotec
Áudio

O curso de Operação de Drones na Escola Tecnológica Agropecuária – Agrotec – terminou no dia 19 de maio e confirmou as expectativas positivas junto ao uso dessa tecnologia no meio rural.

O objetivo foi ensinar os alunos a operar e obter imagens aéreas com drones (aeronaves de asas rotativas remotamente pilotadas), com planejamento de voo em acordo com a legislação vigente e com as boas práticas de segurança.

Essa parceria entre a Fundetec (Fundação para o Desenvolvimento Científico e Tecnológico), o Sindicato Rural de Cascavel e o Senar (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural) é fundamental para o homem do campo e, sem dúvida, só traz diversos benefícios.

”O bem-estar da família e do produtor é o mais importante para nós”, destacou o diretor do Sindicato Rural e coordenador do Senar, Paulo Vallini. “Sempre estamos procurando alguma coisa para melhorar e o Senar é uma alavanca para essas atividades”.

Análises dos drones auxiliam a agricultura

A educação e a tecnologia andam juntas e levar essas duas possibilidades para a agricultura é adquirir qualidade de vida não só aos produtores rurais, mas para toda a sociedade. “É um curso introdutório na parte de agricultura de precisão, onde com a análise do drone, você pode passar para uma máquina e ela executar a campo tanto uma curva de nível ou uma taxa de pulverização variável. É tentar ajudar o produtor a economizar dinheiro, recursos e aperfeiçoar o dia a dia. Diminuir também o uso de agroquímicos na lavoura e fazer com que ele se mantenha na atividade usando a tecnologia para economizar”, explicou o instrutor, Arnaldo Antunes dos Santos Neto.

Para a engenheira agrícola e uma das alunas do curso, Denize Maria Grzegozewski, o treinamento será mais uma especialização na área, já que ela possui doutorado em sensoriamento remoto.

E ela diz: “Está sendo bem mais difundida agora a utilização de drones e daí quando surgiu essa oportunidade eu fiquei curiosa. Para a minha profissão vai ser fundamental. Estou gostando muito, já aprendi muita coisa e o interessante do curso é que a gente vê na teoria e depois vai para a prática”.

Fonte: Secom

Foto Divulgação/Canva

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

Intitulado de SONDA, a nova solução da empresa combate as principais plantas daninhas que afetam a produtividade na lavoura
Esse prêmio é um dos mais prestigiosos do mundo para o assunto de proteção de cultivos, das safras e também de agricultura digital
Câmara Temática de Insumos debate demora no registro de inovações tecnológicas
O agronegócio potencializa o crescimento da economia brasileira, e a tecnologia é decisiva para o desempenho do setor. Entenda porque no artigo!