O AGRONEGÓCIO MAIS PERTO DE VOCÊ

Brasil exporta 3,4 mil toneladas de leite

Crescimento de 63% de fevereiro para março - o dólar em patamar recorde e a fraca demanda doméstica incentivaram as vendas externas de produtos lácteos
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Áudio

As exportações de lácteos cresceram 63% de fevereiro para março, somando 3,4 mil toneladas, segundo a Secretaria de Comércio Exterior, do Ministério da Economia. “Apesar da oferta limitada de matéria-prima no mercado brasileiro, o dólar em patamar recorde e a fraca demanda doméstica incentivaram as vendas externas de produtos lácteo no mês passado”, pontua o Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), da Esalq/USP, no Boletim do Leite de Abril. 

“Entre os produtos lácteos embarcados pelo Brasil, destacam-se os envios de leite condensado, que aumentaram 188% de fevereiro para março, somando 1,04 mil toneladas. Os principais destinos do produto foram Trinidad e Tobago (23% do total de leite condensado embarcado) e Tunísia (22%)”, informam as analistas Munira Nasrrallah e Juliana Santos, da Equipe Leite do Cepea.

Ainda conforme apontamentos do Cepea, os embarques de creme de leite totalizaram 647 toneladas em março, aumento de 13% em relação ao mês anterior, sendo as Filipinas o principal destino (33% do total).

Importações caem pela terceira vez

Já as importações de lácteos caíram em março pelo terceiro mês consecutivo, totalizando 14,4 mil toneladas, 5% abaixo das de fevereiro de 2021, assinala o Cepea, baseado em dado da Secex.

“Ainda assim, o volume adquirido em março esteve 51,5% superior ao de março de 2020. As compras externas foram limitadas pelo dólar elevado e pelo consequente alto preço internacional dos derivados”, ressaltam as analistas do Cepea.

O leite em pó, os queijos e o soro de leite representaram 91,6% dos produtos lácteos importados pelo Brasil em março, sublinha o Cepea. As compras de leite em pó somaram 8,6 mil toneladas, 8,3% abaixo das de fevereiro de 2021. O Uruguai foi responsável por fornecer 62% do leite em pó adquirido pelo Brasil em março.

“As importações de manteiga, apesar de representarem pequena parcela no total comprado, cresceram 73,7% de fevereiro para março e 446% em relação a março de 2020. Levantamento do Cepea mostra que esse cenário se deve aos elevados valores do creme (matéria-prima para a produção da manteiga) no Brasil”, enfatiza o boletim.

Balança comercial

O déficit na balança comercial somou US$ 37,7 milhões em março, redução de 8,4% em comparação com fevereiro/21 e a terceira queda seguida. Em volume, o déficit foi de 11,1 mil toneladas, 15,8% inferior ao observado em fevereiro.

Fonte: Equipe do Leite do Cepea