O AGRONEGÓCIO MAIS PERTO DE VOCÊ

Adubação by software

Tecnologia gratuita em auxilio de técnicos e produtores na fertilização de seus cultivos de frutas e raízes
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Áudio

Segundo fontes da Embrapa e da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), que desenvolveram um software gratuito para ajudar produtores e técnicos a definir a aplicação de nutrientes na fruticultura e cultivos de mandioca, o usuário pode adicionar novas espécies sem conhecer a fundo as técnicas de informática.

O nome do aplicativo é AdubaTec, e utiliza-se das características do plantio e da propriedade para definir a fertilização. De acordo com os desenvolvedores da inovação, basta inserir dados da análise química do solo e sistema de cultivo, estágio de produção, clima e produtividade esperada para obter as recomendações. Assim, por meio de uma interface simples e prática, o produtor descobre as quantidades de calcário e as recomendações, principalmente de nitrogênio, fósforo e potássio, necessárias para a cultura selecionada.

O software já está programado para as culturas de mandioca e de diversas fruteiras (abacaxi, acerola, banana, laranja, tangerina, limão, mamão, manga e maracujá), podendo ser adaptado a qualquer cultura.

Além da grande abrangência de cultivos, o principal diferencial da ferramenta em relação às similares é a possibilidade de incorporação de recomendações de novas culturas.

Recomendações precisas

O AdubaTec segue a lógica de oferecer mais independência ao usuário, conta o analista do Núcleo de Tecnologia da Informação da Embrapa Mandioca e Fruticultura. Luciano Pontes. Ele diz que foi feita uma análise-piloto com uma avaliação exaustiva da performance e, comparados os resultados, verificou-se que a recomendação indicada pelo software era mais precisa.

Pontes desenvolveu o sistema em conjunto com dois estudantes de Engenharia da Computação da UFRB, Lucas Henrique Araújo e Maxwell Lincoln da Silva.

O sistema foi preparado de forma dissociada da interface a fim de que as regras de recomendação de adubação possam ser disponibilizadas em uma plataforma como serviço (AdubaAPI).

Espera-se que as parcerias com startups de agtechs desenvolvam potenciais de novos mercados, especialmente os voltados para análise de solos.

Pesquisas e mais informações disponíveis ao mercado

Já a pesquisadora Ana Lúcia Borges, responsável pelo conteúdo do software, conta que o AdubaTec tem recomendações de calagem e adubação para abacaxi, acerola, banana, laranja, tangerina, lima ácida, mamão, mandioca, manga e maracujá. Ela ressalta que o software também formará um banco de dados com informações sobre os solos de diversas regiões.

“O AdubaTec está preparado para armazenar informações de consulta dos usuários, constituindo um banco de dados com a finalidade de, futuramente, realizar um mapeamento do solo nas regiões em que haverá análises cadastradas, o que pode ser muito útil para nossas pesquisas”, adianta a pesquisadora.

Fonte: Embrapa e UFRB