O AGRONEGÓCIO MAIS PERTO DE VOCÊ

Citricultores dos Estados Unidos investem em Inteligência Artificial (IA) para potencializar a produção

Novas tecnologias e modernos drones garantem maior precisão aos produtores norte-americanos
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Áudio

Cada vez mais os citricultores dos Estados Unidos investem em Inteligência Artificial (IA) para potencializar as suas produções. Essa movimentação é positiva para o campo e para a indústria, e acaba motivando o surgimento de novas tecnologias.

Muitas empresas se voltam para suprir o mercado com novidades, programas e campanhas junto os consumidores, desenvolvendo equipamentos mais eficazes e assertivos. A Aerobotics, por exemplo, se propôs a oferecer um desconto de 33% para os produtores norte-americanos que se inscreverem para adquirir seus novos drones.

Os modelos de aprendizado de máquina-proprietários, da Aerobotics, atendem produtores com fazendas que cobrem mais de 130.000 hectares em 18 países, incluindo Austrália, África do Sul, Reino Unido, Nova Zelândia, EUA, Chile e Rússia. A empresa está trabalhando com parceiros na Espanha, França e Portugal. Na África, a Aerobotics realizou operações em fazendas comerciais no Quênia, Tanzânia e Malawi.

Estimativas de baixo rendimento representam custos de oportunidade significativos e riscos de reputação para todas as partes envolvidas. Com esse tipo de tecnologia, a estimativa do rendimento das culturas é de até 95% de precisão. Sua tecnologia está posicionada para fornecer estimativas precisas em estágio inicial, antes que sejam tomadas as principais decisões de negócios sobre manutenção da colheita e projeções de vendas.

Outro exemplo é o produto Yield Estimation, que utiliza tecnologia de ponta para ajudar em muitas áreas da agricultura e permite que seus clientes sejam mais competitivos no mercado global. Ele elimina as suposições do processo de estimativa de rendimento, dando aos produtores de citros, casas de embalagem e exportadores, acesso às taxas reais de produção no início da temporada.

Fonte: Citrus BR – Associação Nacional dos Exportadores de Sucos Cítricos