Search
Close this search box.

Volume exportado de carne bovina alcança 38,1 mil toneladas nos primeiros cinco dias úteis de outubro/23

10 de outubro de 2023

Preço médio teve queda de 21,50% na primeira semana de outubro/23
Compartilhe no WhatsApp
Volume exportado de carne bovina alcança 38,1 mil toneladas nos primeiros cinco dias úteis de outubro23

As exportações de carne bovina fresca, refrigerada ou congelada alcançou 38,1 mil toneladas na primeira semana de outubro/23. De acordo com a  Secretária de Comércio Exterior (Secex), o volume total exportado em outubro do ano anterior ficou em 188,4 mil toneladas  em 19 dias úteis.

Com relação a média diária embarcada, o volume ficou em  7,6  mil toneladas e teve uma queda de 23,10%, frente ao observado no mês de outubro do ano anterior, que ficou em 9,9 mil toneladas.

O preço médio na primeira semana de outubro/23 ficou com US$ 4.591 mil por tonelada, na qual teve uma queda de 21,50% frente aos dados divulgados em outubro de 2022, em que os preços médios registraram o valor médio de US$ 5.846 mil por tonelada.

O valor negociado para o produto na primeira semana de outubro/23 ficou em US $ 175.035 milhões, tendo em vista que o preço comercializado durante o mês de outubro do ano anterior foi de US$ 1.101,879 milhões. A média diária ficou em US $ 35.007 milhões e registrou uma queda de 39,6%, frente ao observado no mês de outubro do ano passado, que ficou em US$ 57.993 milhões.  

Por Notícias Agrícolas

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

Cooperação técnica entre o Governo do Maranhão e a Conafer vai garantir o melhoramento genético e aumento da produção dos rebanhos do estado
Mapa planeja apresentar um estudo à Organização Mundial de Saúde Animal para reconhecimento internacional dos estados envolvidos como zona livre de febre aftosa sem vacinação
Além das ensacadoras, o governo também entregou um silo à Prefeitura de Nova Venécia.
A produção brasileira de sêmen bovino (raças de corte e de leite) em 2023 foi de 19,431 milhões de doses, recuo de 22% ante os 24,757 milhões de doses do ano de 2022.